Você Disse



Você disse que seríamos para sempre. Que envelheceríamos juntos. Que você brincaria com minhas rugas e eu com sua barriga. Você disse que nada nem ninguém nos separaria. Que o tempo não apagaria seu desejo por mim, nem faria com que meu sorriso se desbotasse para você. Você disse que, acontecesse o que acontecesse, sempre terminaríamos em nossa cama, nos amando, comemorando o nosso amor, a nossa vida. Você disse que amores são para sempre, são únicos, não morrem, não esquecem-se, não se apagam, não se abandonam. Você disse que seriamos para sempre.

Você disse que seu encanto por mim nunca passaria. Eu sempre seria a sua menina, a sua garota, o seu amor. Você disse que nunca soltaria minhas mãos –nem se eu pedisse, nem se eu implorasse, nem se eu te soltasse –Você disse que você era a minha cara metade, a minha alma gêmea. Você disse que seríamos aquele casal de filme romântico, aquele casal de comercial de margarina, mocinha e mocinho de novela das nove. Você prometeu uma família, com cachorros, filhos e viagens nas férias. Você disse que conheceríamos o mundo juntos, que sonharíamos em ter o mundo juntos, que viveríamos uma vida juntos. Você disse que o passar dos anos nos uniria mais e não gastaria o nosso relacionamento.

Você disse que sempre me derrubaria na cama, que sempre tiraria minhas roupas com o desespero de recém conhecidos, que nossa chama nunca morreria. A gente levantaria juntos e mesmo depois de anos ainda tomaríamos banho juntos.Você disse que seríamos felizes. E nem podia ousar a cogitar a ideia de que o para sempre não existia, a gente nunca teria ponto final, no máximo ponto e vírgula. Seriamos reticências eternas numa história que nunca terminaria em suspenso porque simplesmente não terminaríamos.

Você disse tudo isso.

Você disse que seriamos para sempre.

Mas você fez algo completamente diferente:

Você foi embora.

Fernanda Campos, 21 anos com coração de menina que é sempre capaz de acreditar outra e outra vez. Mineira, mas de coração tão paulistano que se tornou são paulina (fa-ná-ti-ca). Apaixonada por livros, cafés, palavras e sentimentos. Psicóloga em formação, autora do livroUma Dose de Café, que, quando nada dá certo, senta, respira fundo, toma um café e faz um texto. Twitter |Blog

3 comentários:

  1. Talita Vieira8/8/13

    Texto lindo e triste! É o que acontece muitas vezes, né?!

    Beijos
    http://www.agendafashion.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ai que triste kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas lindo..

    Ohh resenha nova no blog hoje super legal |o/

    Beijoss *-*

    ==> Blog Mundinho da Pâm

    ResponderExcluir
  3. Edmaraoliveira8/8/13

    É assim as coisas.

    http://elaecrista.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.