O Doce Veneno do Escorpião [resenha]

O Doce Veneno do Escorpião
Bruna Surfistinha é a principal personalidade da internet brasileira hoje em dia. Seu blog é visitado diariamente por quase 15 mil internautas que se deliciam com os relatos picantes dos programas que ela faz com homens, mulheres e casais em seu flat. Todos os programas (que podem chegar a seis num dia!) são descritos e Bruna ainda criou uma cotação para o desempenho do cliente. Bruna conta também em detalhes as festas que participou em clubes de swing. Sem medo de mostrar a cara, a garota de programa foi entrevistada em emissoras de rádio, programas de TV e revistas de circulação nacional. Só que muitas histórias ficaram guardadas e só são reveladas agora em O Doce Veneno do Escorpião. Você vai conhecer detalhes reveladores da menina de classe média alta que trocou os finais de semana com a família no Guarujá para se prostituir aos 17 anos. O livro traz ainda um diário secretíssimo de Bruna Surfistinha, com as histórias mais ousadas que ela não teve coragem de publicar no blog. O diário, com 36 páginas negras, vem lacrado. Por fim, Bruna também dá pequenas lições para uma mulher de como conquistar o homem - e jamais perdê-lo para uma garota de programa.




Raquel, era uma garotada adotada por um casal de classe média alta, que desejavam ver aquela criancinha inocente com um futuro promissor. O casal tinha um outro filho, chamado de Rodrigo, que era formado, e tinha uma vida e um futuro, era bem sucedido, e era implicado com a irmã adotiva.

Se sentindo sempre não pertencente aquele meio, e seus pais se culpando cada vez mais pela desatenção da filha em casa, e pela briga dos dois irmãos, a paz passa a reinar em casa, com brigas diárias relacionadas ao comportamento de Raquel. Então decidida, a mesma sai de sua casa, em busca de descobrimentos de si mesma, de sua vida, ter sua independencia financeira longe dos pais. Provar para todos que poderia ser bem sucedida sozinha.

Afinal, ela nem concluiu o colégio. Por que certa vez foi envergonhada por um aluno, que tirou fotos de uma cena de sexo oral que rolou entre ele e Raquel, e distribuiu nas redes sociais, e aquilo gerou um certo pré-conceito por parte da maioria. Fazendo-a abandonar os estudos.

Ao sair de sua casa, a própria decide-se ingressar em uma casa de prostituição. A onde morava ela e outras 5 garotas, cada qual com sua história, cada qual com seu problema. A regra era clara: Cada programa 100 reais. 60 para casa, 40 para garota.

Não demorou muito para que Raquel, criasse seu pseudônimo, ao qual escolheu "Bruna Surfistinha". A surfistinha caiu na onda dos machos, e perdeu sua virgindade no meio da prostituição. Sem falar que já chegou a atender 16 caras em apenas uma noite. Embora, acabe saindo da casa com uma única amiga que havia feito ali dentro. E sem rumos conhecem Carola, uma transsexual da vida de luxo, que mostra para ela um mundo de ilusões cheio de drogas, bebidas, homens lindos, e apartamentos maravilhosos.

Porém nem tudo é o que aparenta ser: A amizade não dura muito, assim como o sucesso da Bruna também não. Após sua decadência, ela começa a cobrar um valor mais alto para seus clientes, mesmo estando no fundo do poço. E eles vão sumindo aos poucos... Assim como as visitas e comentários que ela recebia em um blog criado pela própria para contar a vida de uma garota de programa. 

No final das contas. O primeiro cara que ela transou na vida, e que conheceu na casa de prostituição ao qual ficou 2 anos por lá, acabou se casando com ela. E são casados até os dias atuais. E depois que saiu da casa de seus pais. Ela NUNCA mais falou com eles.

Quer conferir? Clique aqui, e baixe gratuitamente ! 
Tecnologia do Blogger.