Carta do leitor: A idade chega, mas o amor não.

Imagem: Getty Images

Essa semana eu recebi uma carta de uma leitora que preferiu não se identificar, ela escreveu o seguinte:

Olá, meu nome é "B", e eu preciso muito de um conselho. Atualmente estou com 25 anos, e ainda não estou casada, e nem namorado eu tenho. Meu pai sempre foi muito rigoroso comigo, e com minhas irmãs, ele nunca deixava a gente sair sozinha, nem na esquina, a menos que tivesse uma companhia que ele solicitava que nos acompanhassem. 

Com 15 anos, eu ainda morava com eles, e tive uma paixão na escola, eu gostei dele muito por um tempo, e sentia que ele gostava de mim também, afinal... Me olhava com um jeito diferente, e sempre fazia tudo o que eu pedia, e sorria e ficava vermelho quando eu dizia que ele era especial para mim, mas eu sempre achei que era algo passageiro, não levava nada a sério naquela idade, por que eu pensava "Eu sou madura, mas quem vai garantir que ele também é?".

 Depois que eu criei coragem para dizer o que sentia, ele se mudou de cidade, não pelo o que eu disse, mas por que ele precisava se mudar, e eu me senti MUITO TOCADA COM ISSO. Aos 17 anos (dois longos anos depois), um amigo do meu pai que ele sempre admirou e gostou veio falar comigo, me pediu em namoro e disse que meu pai já havia lhe dado a carta branca para que começassemos a namorar, porém...Eu não sentia nada por ele, então recusei. Hoje ele é casado já, e tem alguns filhos, acho que dois. 

E eu me sinto perdida, será que o problema é comigo ? Nunca consegui chegar em nenhum garoto, e nem me sinto a vontade de falar dos meus sentimentos abertamente com familiares e amigos, por isso escrevi, atualmente nos meus 25 anos, tenho muito medo de envelhecer sozinha, de ser uma solteirona de meia idade ! O que devo fazer? Qual a minha luz no fim do túnel? 


Olá "B" tudo bem com você? Vou fazer como eu sempre faço, não irei falar diretamente a você, por que afinal...Neste mundo, quem é que não sofre com o amor, não é? Irei falar para todos,e  você pode ler o que acho, e meus conselhos... Logo abaixo:

O amor ele é um assunto que intriga e meche com todos nós de um modo geral. Até mesmo aqueles homens, que sempre estão por cima dos outros, que pegam geral e que são de certa forma.. Metidos, e se acham pensam na mesma coisa que todos nós: "Será que eu vou ter alguém para me chamar de amor daqui a 10,20,30 anos?!". Será? A verdade é que a vida não nos da certeza de nada, e tudo pode mudar em uma questão de segundos.



O pior fator que leva as pessoas a se privarem de seus sentimentos e de amar outras pessoas e de se entregar, e a auto-avaliação. Você tem que gostar de sí mesma (o) e pensar positivo, afinal você é "linda (o)", você é "unica (o)" e quem você ama, irá retribuir todo amor e afeto que você transmite ! Alguns bons conselhos que podem ajudar bastante na vida amorosa, são:

Socialize-se: Hoje em dia é normal uma pessoa namorar alguém pela internet, mesmo que isso seja um pouco arriscado, e que muitos criticam. O amor virtual, pode sim se tornar um amor duradouro, único, verdadeiro, pode ser alguma coisa que tenha futuro. Porém: Sempre que arrumamos uma paquera virtual, mais cedo ou mais tarde teremos de encontra-la, ainda mais se ela morar longe, dai termos que sofrer muito até conhecê-lá. Socialize-se mais, sai com amigos, com a família, vá  a barzinhos com amigos da faculdade, com antigos amigos mesmo. Vá teatros, cinemas, restaurantes, vá dar uma caminhada na pracinha! As melhores pessoas de sua vida, você pode encontrar por ai..No acaso, esbarrando em você. E já pensou que a pessoa que vai completar seu coração, está ao seu lado, mas você está tão desligada (o) do mundo que ainda não percebeu isso ? E as melhores pessoas sempre estão em: Bibliotecas, lan houses, barzinhos mais calmos com amigos, na praça fazendo exercícios, nas academias.

Tenha limites, e estabeleça regras para seu coração: Quem é que manda no coração né? As vezes ele nos obriga amar um idiota que nós preferíamos odiar, ou ter como inimigo do que como paixão, mas o coração insiste em fazer-nos sofrer pensando ou desejando uma pessoa que de certa forma não queremos tanto assim. Porém saiba que: Você nunca pode amar duas pessoas, na vida você só pode ter um único amor. E se um dia pensar "me apaixonei por duas pessoas, e agora?", entenda: Se você amasse realmente a primeira, não teria uma segunda opção, e se tiver...Fique com ela, o que você tinha com a primeira, era sentimento de carnaval.

Xô negatividade: Sabe quando estamos saindo ou conhecendo uma pessoa legal, que nós até chegamos a pensar que aquilo um dia poderia se tornar um algo mais sério ? Isso é a primeira fase para o amor por completo. Basta ter uma "volta" de todo o carinho que vai. Porém sempre tem aquilo de : "Nossa, ele/a é muito perfeito/a para mim, é tão legal, fofa/a, brincalhona (ão)...Nunca vai querer algo sério comigo..". A insegurança persegue a humanidade desde sempre, mas você nunca vai saber se não tentar. Confie em você, confie no seu interior. E NÃO, NÃO DÊ OUVIDOS PARA PESSOAS NEGATIVAS, que tentam colocar defeitos ou colocar você para baixo em relação ao seu novo relacionamento.

Confiança: Não só em você, como também na sua paquera! Se não tem confiança, é melhor que não haja nada entre duas pessoas. Até a amizade mais duradoura do mundo estraga com a falta de confiança no outro. Por que o relacionamento seria diferente? Saiba valorizar o que é especial para você. Se muitos te aguentam, e te suportam. Por que você não pode aguentar/suportar outras pessoas? tenha isso sempre em mente.

Publicações relacionadas:



Na medida certa: Ciumes é uma forma clássica de dizer que está com "medo de perder" a pessoa para outra que está dando moral mais do que devia. Porém: Não ligue para essas coisas bobas da vida, se você confia na pessoa com quem está, o ciumes se torna desnecessário, e se ele/a não te amasse, atualmente estaria com outra pessoa, não concorda? Então, controle seu ciumes.

Direitos iguais: Não queira que ele/a deixe de sair para onde ia com a família ou com os amigos simplesmente por que estão namorando. Todos nós temos liberdade, e precisamos de um tempinho para relaxar né? Seja para descansar do trabalhar, quanto do namoro/casamento. Tudo uma hora chega na "ressaca da vida" e precisamos nos repor! Tenha em mente que vocês tem um relacionamento, e cada um tem sua vida fora do relacionamento: Você tem uma família e amigos, assim como seu parceiro/a também tem.

Tudo tem seu tempo: Não tente medidas desesperadoras para conseguir alguém! A vida nos trás quem vai permanecer conosco e preencher o vazio do nosso coração... Quando há de vir ! Não pense que você está perdendo o melhor da vida, por estar sem alguém. Talvez o seu momento seja o de "ressaca da vida" que esta te preparando para todas as barreiras que o seu futuro amor irá impor em sua vida. A receita é apenas pensar positivo ! ;)

3 comentários:

  1. Ola, "B"! Espero que você leia meu comentario, tbm passo por um momento assim, por tanto eu sei o quanto esse periodo é dificil, triste e solitario. Assim como o Vitor falou tento manter o pensamento positivo, penso que esse é uma fase de amadurecimento e que pensar é um exercicio constante. Eu sei é dificil... Mas um dia melhora! Esse é meu mantra. Vou te aconselhar a ler um livro que ja me ajudou uma vez e eu acho que vai me ajudar novamente e a você, o livro é "Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres" - Clarice Lispector.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal, adorei o assunto, também passo o mesmo problema e sei que muitas outras pessoas a maioria mulheres também sofre. Acho que o mais difícil nessa fase é manter o pensamento positivo. Sofro mais porque não tenho amizades para sair, conversar e não sei aonde posso ir sozinha para fazer. Em tão mudei meu foco ao invés de ficar pensando em namorar e casar, estou em busca de novas amizades e através de amizade você sempre encontra um amigo de uma amiga e assim vai. Quando você muda o foco automaticamente você muda sua frequência melhora. Vou seguir a dica da Núbia e também vou ler esse livro

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, adorei o assunto, também passo o mesmo problema e sei que muitas outras pessoas a maioria mulheres também sofre. Acho que o mais difícil nessa fase é manter o pensamento positivo. Sofro mais porque não tenho amizades para sair, conversar e não sei aonde posso ir sozinha para fazer. Em tão mudei meu foco ao invés de ficar pensando em namorar e casar, estou em busca de novas amizades e através de amizade você sempre encontra um amigo de uma amiga e assim vai. Quando você muda o foco automaticamente você muda sua frequência melhora. Vou seguir a dica da Núbia e também vou ler esse livro

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.