Quais foram os furacões mais devastadores da história?


O furacão é um tipo de ciclone tropical e se caracteriza por uma grande perturbação atmosférica. Possui núcleo quente e centro bem definido. A diferença de temperatura e pressão, dentro e fora do furacão, provoca fortes tempestades e ventos que podem chegar a 300 km/h de velocidade.

Ocorrem normalmente em regiões tropicais ou áreas próximas à linha do Equador, onde a circulação atmosférica se movimenta de forma a mover o calor da região equatorial para altas latitudes. Costumam girar no sentido horário no hemisfério sul e anti-horário no hemisfério norte.

Esse fenômeno meteorológico é responsável pelos piores desastres naturais do mundo. Em 1900, um furacão conhecido como Galveston, atingiu o Texas, e matou pelo menos 8 mil pessoas. Um pouco depois, em 1928, cerca de 2,5 mil pessoas foram mortas na Flórida. Mas até hoje o pior registro aconteceu na América Central e Caribe, quando, em 1998 o furacão Mitch causou mais de 10 mil mortes.

Além do elevado número de mortos os furacões deixam para trás milhares de desabrigados e causam prejuízos irreparáveis na agricultura e pecuária, além de custar milhões aos cofres públicos que precisam investir na reconstrução das cidades.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.