O que fazer quando a carência é de mais?

GettyImages

O que fazer quando a carência bate? No mundo inteiro, e por toda a história da humanidade até aqui, nós seres humanos temos passado por alguns "maus bocados" relacionados a falta de um amor, ou a algumas dificuldades que nos aparecem, e algumas delas quando acabam, acabam deixando algo que não é tão bom assim: A carência.

A carência nada mais é do que a falta de afeto relacionado a estar com alguém do lado. É normal você terminar um relacionamento e se sentir mal, afinal ninguém gosta de despedidas.

Você pode querer reviver tudo aquilo de novo, simplesmente por que aquela pessoa de certa forma foi inesquecível para você, e te fez sentir dentro de seu corpo, algumas sensações e desejos que antes da chegada dela você não sentia. Nós podemos sentir saudades de tudo aquilo o que acostumamos a ter do nosso lado, não fomos feitos para "despedidas", mas infelizmente é o que acontece.

Mas... Como enfrentar a carência? Se você não está pronto para um novo relacionamento pelo medo do sentimento de entrega, e decepção virem a ocorrer de novo, existe algumas coisinhas que você pode tentar fazer para que esse sentimento de insegurança suma, estando entre elas:

Volte o seu olhar para outras coisas: Mesmo que tudo, ou quase tudo ao seu redor te lembre um amor, uma companhia ou alguém especial, você pode simplesmente limpar seus pensamentos de coisas que lembrem vocês. Evite ir a locais onde vocês eram acostumados ir juntos, ou de terem amigos em comuns (ou evite-os por um tempo, afinal eles sempre iram perguntar ou comentar sobre o/a outro/a lá).

Experimente chamar seus amigos para ir curtir uma noite só você e seus amigos! Curtirem ao máximo como deve ser, distraia ao máximo que puder, aumente o som com a musica mais animada que puder pensar, vá ocupar sua mente lendo um bom livro (menos romance, por favor!), ou reunindo a galera para poderem ir ver aquele filme de terror com uma boa pipoca!

Olhe a necessidade de quem está ao seu redor: Você acha mesmo que a falta de alguém é a pior coisa do mundo ? Talvez doa, machuque, nos faça chorar, mas sim... Existem coisas piores.  Ajude as pessoas que precisarem de sua ajuda! Sempre que um amigo meu precisa que eu vá a casa dele para conversar, eu acabo ajudando a fazer alguma coisa, e na hora que percebemos já terminamos tudo, por que nos distraímos conversando.

Por que eles traem/nos deixam/somem? Quando você entra em um relacionamento, logicamente é por que você está afim daquela pessoa, e junto com esse gostar vem sempre aqueles "planos" que fazemos em nossa cabeça de prosperar ao lado daquela pessoa, de viagens, se tudo um pouco na verdade, e todos estes planos tendem a aumentar de acordo com o tempo do namoro. Porém, é preciso entender algumas coisas: 

Somos seres humanos, e nossa carne é extremamente fraca, ainda mais quando você é um homem. O homem é a criatura que mais tem a carne fraca, e mesmo que seja um cara "fiel - HAHAHAHA" eles tem pensamentos obscenos, e em algum momento de sua vida o seu paquera já desejou estar com outra pessoa ainda do seu lado.

Um homem pode facilmente abandonar uma mulher sem ao menos pensar nos sentimentos dela. Mas, na verdade...Não vamos generalizar, por que as mulheres também podem facilmente sumir de um relacionamento. Mas, por que isso acontece? Todos nós temos limites, que gostaríamos que fossem respeitados, e durante um relacionamento tentamos passar para o nosso parceiro tudo o que queremos que ele saiba a nosso respeito para que as "brigas/dr's" não sejam desaproveitadas, afinal elas foram criadas para discutir o que desanda em um relacionamento. E quando nossos limites não são respeitados, o que fazemos? Damos um fim no que antes era cor de rosa, e mesmo que as vezes você não entenda, cada pessoa reage de uma forma diferente em relação a mentiras, traições ou a um término de namoro. O máximo que você poderá fazer, é tocar a sua vida sem olhar para traz.

Voltando a carência
Agora veja abaixo as dicas da psicoterapeuta Celia Lima:

APRENDA A NUTRIR A SI MESMO

Se você aprende a reconhecer nos pequenos gestos uma atitude afetiva, você passa a se sentir muito mais suprido e feliz."Se você aprende a reconhecer nos pequenos gestos uma atitude afetiva, você passa a se sentir muito mais suprido e feliz." Mas tão importante quanto sentir-se nutrido por colegas, amigos, familiares e filhos, é aprender a nutrir a si mesmo. Valorize suas qualidades e aprenda a reconhecer as coisas legais que você faz, a pessoa bacana que você é! Aprenda a dar a você mesmo pequenos presentes, desde uma xícara gostosa de café até uma merecida viagem de férias. Mas faça isso com consciência, sem ligar o "piloto automático". Enquanto estiver preparando seu café, curta esse momento, perceba que você pode se afagar quando curte o prazer de deitar em lençóis cheirosos ou quando prepara a pipoca para assistir àquele filme que queria tanto ver.
Os pares que escolhemos para compartilhar a vida a dois estarão muito mais próximos de nos satisfazer afetivamente quando somos movidos pelo desejo de estarmos acompanhados, ao invés de estarmos movidos pela necessidade de suprir nossas carências. Quando estamos em paz por sabermos que somos capazes de nos suprir de diversas formas, estamos também mais alertas, conseguimos detectar melhor se a pessoa com quem estamos nos envolvendo tem as qualidades que desejamos e merecemos.
É muito importante estar "antenado" em você mesmo e reconhecer o tanto de afeto que o cerca. E antes de sair desenfreadamente buscando do lado de fora preencher os vazios do seu coração, faça antes por você mesmo o que gostaria que alguém fizesse. Ou seja, cuide de você. Ame-se!
Leia mais a respeito em outros blogs:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.