O que é/faz um Freelancer?


Freelancer, ou mais popularmente conhecida Freela, ou Frila é a atividade exercida por algum individuo sem assumir compromisso direto com alguma empresa, se auto empregando e realizando prestações de serviços por sua conta e risco.

O Freelancer é como é conhecido o individuo que trabalha para si mesmo prestando serviços em outras empresas. O Freela (gíria brasileira) é uma opção bastante presente no Brasil nos dias de hoje, o profissional freela pode trabalhar com qualquer coisa, porém os mais encontrados estão relacionados a : Web Design, Marketing, Mídias sociais, Jornalismo, Propaganda, musicas, tecnologias da web, entre outros.

Ainda que bastante popular, o freelancer é uma profissão a onde os envolvidos assumem total responsabilidade de todo o trabalho e tendem a encontrar inúmeros problemas  no exercício de sua função. Um exemplo: Suponha-se que um individuo aleatório resolva trabalhar em uma determinada área como freela. Este individuo pode encontrar riscos no exercício de sua função, tais como: Não podendo receber férias remuneradas, décimo terceiro, carga horária fixa, entre outros.

A grande dificuldade para um profissional assumir-se como Freelancer é, sobretudo, de ordem prática, haja vista que muitos dos que assim se aventuram estão saindo de seus cursos de formação e, encontrando dificuldades de se colocarem no mercado de trabalho, optam por sair a campo atrás dos primeiros projetos. Outra questão refere-se à legalização: em alguns países, sobretudo no Brasil, é muito difícil legalizar-se como prestador de serviços, devido a alta carga de impostos.


O trabalhador autônomo não se confunde com o profissional liberal, ou seja, nem todo trabalhador autônomo é profissional liberal e nem todo profissional liberal é trabalhador autônomo. O profissional liberal exerce sua atividade com autonomia e independência do ponto de vista técnico-científico, possuindo título de habilitação expedido legalmente. Na origem, os profissionais liberais eram trabalhadores autônomos. Os serviços prestados por advogado, médicos, etc. não podiam ser objeto de contrato de trabalho, e esses profissionais recebiam honorários como contraprestação dos seus serviços. Atualmente, porém, muitos profissionais liberais exercem sua atividade sob vínculo de emprego e são protegidos pelalegislação trabalhista. Mas a relação de emprego não desqualifica a condição de profissional liberal. O que diferencia o profissional liberal dos demais empregados é a independência técnica na prestação dos serviços. 
Referências: Wikipédia, a inciclopédia livre.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.