[ANÁLISE] Laranja Mecânica


Alex (Malcolm McDowell), o protagonista, é um sociopata carismático cujos interesses incluem música clássica (principalmente Beethoven), estupro e ultraviolência. Ele lidera uma pequena gangue de arruaceiros (Pete, Georgie e Dim) a quem ele chama de drugues (da palavra russa друг para "amigo", "camarada"). O filme narra os terríveis crimes de sua gangue, sua captura e a tentativa de reabilitação através do controverso condicionamento psicológico. Alex narra a maioria do filme em Nadsat, gírias adolescentes compostas por corruptelas de idiomas eslavos (principalmente russo), inglês e cockney.

A ANÁLISE QUE SE SEGUE, CONTÉM REVELAÇÕES SOBRE O ENREDO.

AMIGOS 
Imagem: Reprodução | PlayArt

Não sei ao certo se essa descrição descreve uma vida fictícia de um personagem de filme de fato, ou se é apenas o retrato da vida das pessoas nos dias de hoje: Prostituição, agressões físicas, estupro, imoralidade, ódio gratuito, arrependimento, tentativa de reabilitação, arrependimento. Não seria assim que acontece na maioria das vezes na vida das pessoas?

Como diz a sinopse do filme, o personagem principal Alex é um sociopata que adora musica clássica, estupro e violência. Mas suas características refletem diretamente na sociedade e em todo o esquema de funcionamento de uma. As más companhias de Alex no inicio do filme, aparentam ser seus amigos, mas nas horas de dificuldades, eles não aparecem, e ainda fazem atrocidades com Alex. Típico da realidade: Você acha que pode confiar em um alguém, e essa pessoa acaba te decepcionando.

Na vida de qualquer pessoa, as companhias fazem toda a diferença e influenciam diretamente no comportamento, mesmo quando não há influências. Ou seja: Você pode não ter o comportamento dos seus amigos, mas sempre haverá pessoas para questionar com quem você anda, fala e o que você se tornou. 

As primeiras agressões do filme são retratadas de forma direta e sem pudor ou arrependimento algum. Para sua defesa Alex sempre diz que os amigos que o influenciaram a fazer tal ato, mas no início do filme podemos notar que o próprio Alex quem manda no grupo de amigos, um tempo depois que ele perde a liderança para os amigos.
Em uma das agressões uma mulher acaba morrendo, não por ter sido agredida de fato, mas por sofrer um grande susto, após ter tido sua casa invadida pelos vândalos. - E adivinha? Os "amigos" decidem que não precisam mais dele e o mandam diretamente para delegacia. Como reagir ?

FAMÍLIA
Imagem: Reprodução | PlayArt

Alex tem um relacionamento familiar muito parecido com os dos jovens dos dias de hoje - ele conversa, mas não há muito afeto entre os pais e o filho. De inicio nota-se que não existe diálogo entre pai e filho, e a mãe que é a pessoa preocupada em questão (o que é mais comum nos dias atuais). Quando o filho vai preso, a família fica sabendo por meio de noticias no jornal, e nenhum dos dois fazem questão de ir até a cadeia visita-lo durante dua estadia.
Vale a pena ressaltar, que ele já havia sido humilhado e ameaçado pelo delegado da delegacia, alegando que qualquer hora "iria apanha-lo em uma de suas saídas" com seus amigos.
Além de não fazer absolutamente nada para ajudar o filho, os pais também o renegam no fim do filme quando Alex sai da cadeia.
Seria o desgosto de ter um filho assassino que causasse, ou seria desespero e carência por parte dos pais para preencher o vazio que estava na casa? O relacionamento dos jovens de hoje é extremamente coincidente com o de Alex e seus pais: Sem afeto, sem contato e quando se nota, é muito tarde para fazer cobranças.

SENTIMENTOS
Imagem: Reprodução | PlayArt

Quando não se está com os poucos amigos que tem, Alex está metido em uma de suas confusões e saídas noturnas, algo que o prejudica muito em relação á seus estudos. Na maior parte do tempo, ele passa deitado na cama ouvindo musica clássica com sua cobra de estimação.
O real retrata da vida: Jovens que aparentemente são cheios de amigos, mas tudo envolvendo muita falsidade e pouquíssimas pessoas que se importam com ela de fato. Então você sente na pele a real rejeição quando você vê que ninguém se importa e acaba se isolando.
O estupro também é algo que vem do sentimento no caso de Alex. O jovem se sente atraído por tudo o que tiver relação com sexo, ou que o faça lembrar de sexo, desde mulheres desnudas, á estatuetas, quadros e tudo mais.

CONSEQUÊNCIAS
Imagem: Reprodução | PlayArt

Após invadir a casa de uma família, Alex acaba por consequência matando uma mulher, e isso reflete diretamente no juízo divino: Cadeia. É claro que o delegado que o vigiava, já sabia e tinha em mente que um dia teria um motivo real e plausível para coloca-lo atrás das grades, e você consegue imaginar o sorriso dele ao conseguir ?

Antes de ser traído, Alex jurava de pés juntos que seus amigos eram tudo o que ele tinha, até que os amigos resolvem traí-lo, e adivinha? Alex diz para o policial que foi forçado a fazer aquilo pelos amigos, por que ele teve noção naquele momento de que as escolhas que ele estava fazendo não estavam certas.
No fundo, no fundo, ele só queria se sair bem, não é mesmo ?

ARREPENDIMENTO
Imagem: Reprodução | PlayArt

Na cadeia onde Alex fica, existe um tratamento para recuperação de pessoas sociopatas, agressivas, e ele decide optar pelo tratamento por livre e espontânea vontade. Os tratamentos consistiam em prendê-lo com uma camisa de força em uma cadeira, com sua cabeça presa com fios de forma tal, que ele não conseguisse se movimentar, e um aparelho que mantivesse seus olhos sem por cento abertos para uma tevê.
Na tevê passam-se varias imagens, das quais eles acreditam que se Alex tiver contato direto, irá o coloca-lo no lugar de suas vítimas, e isso faria ele ter uma visão maior sobre o que ele fazia, e por consequência, deixaria de agira como tal.

Nudez, estupro, pornografia, guerras, violência gratuita, e muita, muita musica para "acalmar os ânimos" durante o tratamento.

FRACASSO
Imagem: Reprodução | PlayArt

Obviamente o fracasso em questão não é o do tratamento, mas o fracasso que Alex cultivava para sua vida e não percebia e isso não foi no meio e nem no fim do filme, só exatamente no começo, quando ele optou por estuprar e agredir pessoas inocentes no comando de uma gangue, invés de ocupar seu tempo e mente nos estudos, já que no filme você pode - e vai - ver a mãe dele, o chamando o tempo todo para o estudo. A desculpa? A de muitos jovens por ai: "Não estou me sentindo bem", e nesse monte de desculpas, acabava por fim, que nunca comparecia aos estudos.

PODERIA TER EVITADO
Imagem: Reprodução | PlayArt

No final de tudo, Alex ainda tenta se suicidar, para dar fim a todo o sofrimento. Ele estava sem casa, por que já não havia espaço para ele lá, e mesmo que houvesse, o que ele faria lá? Nem seus pais o visitavam na cadeia.
Ele sofre a dor da falsidade e da traição dos amigos, sofre o desgosto da vida que é errar de forma tão errônea, que chega ser impossível se consertar, quando mata uma mulher em uma de suas saídas.
Ele sofre toda a agressão que fez as pessoas de seus "amigos", "drugues", e é humilhado. Ele fica sem casa, sem rumo, sem dinheiro e passa pelo traumatizante experimento de um hospital de uma cadeia para se "Recompor" e ser uma pessoa não agressiva novamente.
Desde o início tudo poderia ter sido evitado. Só que seria muito clichê dizer que ele poderia ter optado estar estudando ao invés de estar vandalizando, por que a educação é melhor do que a ignorância.
Mas é mais sábio dizer que ele poderia ter dado mais atenção á aqueles com quem convivia, á sua família e ao seu animal de estimação, assim se sentiria menos solitário, e não teria a necessidade de buscar amizade e carinho fora de casa como tem o feito. Tudo poderia ter sido evitado se ele tivesse procurado as opções que a vida colocava no caminho dele.

[ANÁLISE] Laranja Mecânica [ANÁLISE] Laranja Mecânica Reviewed by Vitor Lessa on quinta-feira, maio 19, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Filmes