[CRÍTICA] Hitman Agente 47

ADOROCINEMA|GOOGLE IMAGES

Hitman nada mais é do que um filme de ação/ficção científica baseado em na série de jogos "hitman". Um filme sem muita novidade e inovação em questões do enredo, mas rico em produção e jogo de edição.

Hitman é um agente criado em um laboratório que recebeu ordens diretas para assassinar pessoas ligadas ao projeto da criação de agentes. Hitman é criado sem sentimentos, isso quer dizer que ele não sente nem dor, nem emoção, nem amor, nem remorso.

O criador original da ideia que envolve o projeto agente é o pai de uma adorável garota chamada "kat" ou katia, que possivelmente é alvo de conspiradores que desejam obter conhecimento da localização de seu pai, o que é algo meio que impossível já que a mesma fora abandonada pelo pai quando criança.

Cheia de traumas, medos e incertezas da vida Kat envolve-se com Hitman que decide a protegê-la e lhe oferece auxílio e proteção para encontrar seu pai já que em troca ele conseguiria cumprir a sua missão de assassinar os conspiradores que assim como ele estão em busca do criador dos agentes.

No decorrer do filme kat descobre que foi a primeira criação de seu pai que alterou sua genética formidavelmente para que pudesse conseguir se proteger quando crescesse da conspiração que ele tinha a absoluta certeza de que iria acontecer.

Todo o filme é baseado em uma sequência de fatos e acontecimentos de Kat com Hitman em busca de seu pai.


Crítica

HITMAN E KAT

Em diversos aspectos é possível observar que o filme não é em momento algum único, ele não tem nenhuma característica que você possa olhar e dizer: Uau, eu nunca vi isso em nenhum filme.

Vendo o filme eu consigo lembrar de: Aeon Flux, Matrix, Homens de preto.

  1. Assim como em Aeon Flux, Kat também possuí memórias adormecidas em sua cabeça que vão sendo despertas de acordo com o passar do filme;
  2. Os agentes possuem características regenerativas o que quer dizer que tiros não podem mata-los e nem feri-los, me lembrando assim de Matrix;
  3. Toda a perseguição feita por homens de terno e armas que parecem ter munição infinita me recordou algumas cenas de Mib: Homens de preto.

Embora a ação presente no filme seja explosiva, ela não desperta nenhuma emoção diferente no espectador, porém é considerado razoável.



Titulo: Hitman - Agente 47
Diretor: Aleksander Bach
Duração: 1:25 minutos
IMDB: 5,7

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.