[HISTORIA] O corredor da morte

GOOGLE IMAGES

Contagem regressiva, as 24 horas para a execução. Atualmente já são mais de cinquenta países no mundo que adotaram para suas leis a pena de execução de morte de para crimes premeditados, comuns, hediondos. No Brasil a lei ainda não está muito avançada e o país tem um código penal que não funciona, leis que não saem do papel e as que estão... Não funcionam como deveria.

Hoje eu irei apresentar para vocês como é o passo a passo do presidiário que é condenado à morte e falarei detalhes abrangentes sobre a execução, seus direitos, os crimes que podem levar a execução, e como as autoridades encarregadas de executar este trabalho se sentem a respeito do clima das prisões e da tensão na hora da execução.

Os países que adotaram esta pena máxima são:Afeganistão, Banglandesh, Arábia Saudita, Bielo-Rússia, Botsuana, Burundi, Camarões, Cazaquistão, R.P. China (com exceção de Macau e Hong Kong), Coreia do Norte, Coreia do Sul, Cuba, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos da América (alguns dos estados), Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana. Guatemala, Guiana, Lêmen, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Japão, Jordânia, Kuwait, Laos, Libéria, Líbia, Malauí, Mongólia, Nigéria, Omã, Paquistão, Quirquistão, Síria, Singapura, Somália, Suazilândia, Sudão, Tailândia, Tanzânia, Togo, Tadjiquistão, Uganda, Turquemenistão, Vietnã, Zaire, Zâmbia, Zimbábue.


Os crimes

GOOGLE IMAGES

Em países como Arábia Saudita, Afeganistão, Banglandesh, Cazaquistão, Bostuana, os criminosos podem receber pena de morte por serem homossexuais, não aderirem ou não serem praticantes de determinada religião, ou não ser uma mulher submissa.

Estados Unidos da America, Índia, China, Etiópia: Estupro, furto, latrocínio, adultério, corrupção politica, espionagem e assassinato são uma das causas mais comuns. 

Em 2007 a ONU convocou uma reunião com todos os líderes de todos os países para dar uma nota de esclarecimento sobre a justiça que alguns países determinam. Por meio dos direitos humanos e algumas citações humanistas a ONU acredita que este tipo de penalidade é invalida e vai contra o direito de vida do ser humano, através dessa reunião todo o bloco da Europa suspendeu de imediado toda e qualquer forma de execução.

A Russia que é considerado um dos países mais horríveis para se viver principalmente para homossexuais, tem a pena de morte liberada e legal, porém não é utilizada - não com consenso do governo - sendo assim utilizada apenas por extremistas. O mesmo vale para o Vietnã, Zimbabue, Guatemala e Guiana Francesa.


História

GOOGLE IMAGES


Após o réu ser condenado e sentenciado à execução, ele permanece no corredor da morte durante o processo de apelação — isso se o condenado quiser apelar — ou até o dia e hora convenientes para sua execução. Nos Estados Unidos, devido às apelações demoradas e caras que precisam ocorrer antes da execução, cerca de um quarto das mortes no corredor da morte são de fato de causas naturais.

A execução como pena de morte vem sendo usada desde 1400 a.C e se perpetuou pelos anos sendo utilizada ainda por alguns países. Na maioria das vezes o motivo maior da pena é a espionagem, corrupção de governo, traição ou para militares corrompidos.

A apostasia (renúncia formal à religião do estado) é uma morte direta e sem direitos, o individuo que se nega a seguir determinada religião é executado em menos de 24 horas, na maioria das vezes por fuzilamento, o que é algo estranho já que em quase todos os blocos econômicos do mundo o individuo à ser executado tem direito à 2 meses de cárcere antes de receber sua sentença.

Na Republica Popular da China crimes como tráfico de pessoas (que são extremamente comuns) e casos de corrupção política comprovada são tratados com pena de morte por serem considerados graves. Tentativa de suborno, ameaças comprovadas, adultério e estupro e outros casos sexuais são tratados da pior forma possível, alguns países usam táticas mais demoradas como câmaras de gás ou injeção letal para que o individuo sofra antes de "partir desta para uma melhor"

Incesto e sodomia (perversão sexual, como sexo com mais de um parceiro ou grupal) são considerados CRIMES GRAVÍSSIMOS e levam todos os praticantes e envolvidos no ato à força, guilhotina, fuzilamento ou à câmara de gás, isso quando não morrem eletrocutados.

Os Direitos Humanos da União Europeia prevê o direito à vida, e por este motivo o país não aplica a pena de morte, não importa o crime. A pena de morte é considerada como uma punição de crime e a eliminação dos indivíduos é sempre arbitrária (resolvida por uma corte, juiz, ou pelo povo).  Operações militares ou qualquer militante que mata alguém em legítima defesa não implica em pena de morte.

Não se deve confundir eutanásia e pena de morte. Eutanásia é a aplicação de uma injeção letal que leva o individuo à morte com ausência de dor, tendo como foco seu uso e aplicação apenas destinados à pessoas com doenças incuráveis e enfermos altamente infecciosos tendo como argumento central "dar fim ao sofrimento daquela alma".

Ainda que as pessoas achem ou tenham em suas mentes que países como Arábia Saudita e Cazaquistão são os mais responsáveis por execução, engana-se. Em 2013 a RPC (Republica Popular da China) executou mais de 3.800 (estimado) homens, enquanto Arábia Saudita apenas 369.

Desde 1990 houve mais de 40 países que aboliram a pena de morte para todos os crimes. Na África, Costa do Marfim e Libéria; no continente americano, CanadáMéxico e Paraguai; na Ásia e Pacífico, ButãoSamoa, Turquemenistão e Filipinas; na Europa e Cáucaso, Armênia, Bósnia e Herzegovina, ChipreSérvia, Montenegro e Turquia.


Métodos de execução

CÂMARA DE GÁS | GOOGLE IMAGES


Dentre os métodos ainda existentes no mundo podemos citar:



Como ocorre

GOOGLE IMAGES

O criminoso só pode ser executado após ser julgado, e para que ele seja julgado é necessário uma comprovação dos crimes cometidos por ele mediante à testemunhas (geralmente são necessárias mais de duas). Nos países onde a pena de morte pune estupradores é necessário mais que a vítima para condena-lo perante um júri.

Alguns estados oferecem a oportunidade do criminoso se suicidar lhe cedendo armas de fogo, facas ou o que lhe parecer mais conveniente para fazer.

Após ser condenado o individuo fica preso por um período de dois meses em uma solitária até que o estado defina qual a melhor maneira de executa-lo. Durante estes dois meses ele fica impedido de receber qualquer tipo de visita, recebendo sua alimentação por um buraco que existe nas portas em quase todas as cadeias dos blocos envolvidos, saindo apenas para poder tomar banho e tomar.

Algumas pessoas enlouquecem com o tic tac do relógio que cada vez se aproxima mais de sua sentença final, do seu último suspiro. Na porta de todas as celas de detentos condenados existem guardas que ficam responsáveis por monitorar o criminoso para que ele não tente nenhuma forma de suicídio, é imprescindível que ele morra conforme o estado determinar.

Ao chegar no dia da execução os criminosos recebem a oportunidade de terem uma última gloriosa e maravilhosa refeição podendo assim escolher o cardápio daquele dia, que será diferente do cardápio servido para os demais no sistema carcerário, em alguns estados o presidiário tem todo o direito de escolher o que quer comer naquele último dia, já em outros é estipulado um valor de U$30 à U$50 dólares.

O único modo da morte ser evitada naquele dia é mediante à ligação do governador do estado adiando a morte para a data que mais lhe for apropriada, não sendo por estes termos, a morte é inevitável.

Os membros da família que antes eram impedidos de ver o presidiário, agora podem assistir à sua execução. No estado da Virgínia por exemplo, existe um espaço com cadeiras que separa a sala da execução da "plateia" que estará acompanhando os procedimentos que antecedem e sucedem uma execução.


Fenômeno do corredor da morte

Também conhecido como síndrome do corredor da morte, nada mais é do que um termo utilizado para fazer referência a um estresse sentido por prisioneiros no corredor da morte, como fenômeno social. Discussões éticas a respeito de tal stress tem levado a algumas reconsiderações quanto à constitucionalidade da pena de morte em vários países que a adotam.

Os condenados a morte ficam de dois meses  à dois anos em cárcere esperando o dia da sentença final, causando assim uma oxidação seguida de estresse que pode levar o individuo a desenvolver problemas psíquicos, suicidas e até mesmo desenvolvimento da insanidade de forma perigosa, este é o motivo principal pelo qual vários países cogitam muito antes de condenar réu à morte, ou até que se prove a inocência do mesmo.

____________

Meu sempre muito obrigado ao Brasil Escola, e ao Wikipédia. E claro: Youtube!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.