5 lições que aprendemos com o filme "Aposta Máxima"

GOOGLE IMAGES

Aposta máxima é um filme estadunidense produzido por Brin Koppelman, dirigido por Brad Furmann e distribuído no Brasil pela Fox. O enredo conta a vida de Richie Furst um estudante de administração que se vê obrigado a encontrar uma alternativa de vida para obter dinheiro para custear a faculdade agora que perdera tudo em um jogo online. 

O filme tem uma sequência de acontecimentos extremamente interessantes, fazendo-me acreditar que de fato koppelmann soube como dirigir muito bem a obra escrita por Brad Furmann. Assim como o lobo de Wall Street, aposta máxima aborda temas relacionados à economia e nos problemas que a sua ausência é capaz de causar na vida de uma pessoa.

Se você achou toda a explicação acima muito vaga você pode ler agora mesmo a nossa crítica do filme em questão, ela se encontra neste link. Pensando no contexto entregue pela produtora e na proposta de todo o trabalho que acontece durante o enredo desta produção, resolvemos fazer uma lista com cinco lições do que se é possível aprender, sendo elas:

1. Investir é a melhor opção

Jogar todas as suas economias no lixo na internet esperando por milagres, com toda certeza não é uma das opções mais viáveis. Quando se tem grandes responsabilidades o ideal é investir. Fazer uma aplicação no banco, investir em um negócio próprio ou procurar alternativas que de certa forma não irão abalar suas economias são uma excelente forma de dar a volta por cima nos problemas e driblas as questões monetárias que estamos sujeitos todos os dias.

2. O único culpado pelo seu fracasso é você

É claro que é, e sempre vai ser. Se você é do tipo de pessoa que se encontra na lama da vida e acha que possivelmente tem a resposta do por que isso está acontecendo há uma grande probabilidade dessa sua resposta ser o nome de alguém, afinal é normal culpar alguém pelos nossos erros e pelos caminhos tortuosos que enfrentamos na vida.

Mesmo que você perca tudo o que possui através da indicação de alguém na qual você tem muita estima, isso só será possível se você acatar para si o que aquela pessoa está oferecendo. 

3. Dinheiro bom, é dinheiro nosso

É um fato. Você não pode pegar um dinheiro emprestado com alguém e não querer pagar aquela pessoa nunca isso pode ser considerado como furto, mesmo que não aja de sua parte assalto à mão armada ou ameaças. Tudo o que você compra e não paga, não é seu [até que você pague por aquilo].

Vender produtos defeituosos e prometer milagres e coisas que você não pode cumprir de forma que faça o interlocutor fazer um "investimento" na sua proposta/ideia não é algo que se faça, até mesmo pro que o engano também é uma forma de furto indireta que o ser humano comete.

4. 1% é com toda certeza muita coisa

Se você confia em alguém 99,9% e 1% de você começa a desconfiar que aquela pessoa talvez não seja à ideal para uma amizade, relacionamento ou quaisquer formas de contato é bem provável que sua intuição esteja mais certa que sua boa vontade de querer acreditar que aquela pessoa é absolutamente a melhor coisa que o universo tem a oferecer nos seus caminhos - Isso não é verdade - sempre tem algo melhor esperando pelas nossas decisões que devem ser tomadas com precaução e com muita, muita reflexão.

5. Não existem caminhos para o sucesso

Ou você tem sucesso na vida e nos projetos ou definitivamente você não tem. O fato de determinado acontecimento ou investimento, caminho adotado por outra pessoa não diz nada sobre você, ou seja, o caminho que funcionou para que o negócio do seu amigo deslanchasse não irá funcionar para alavancar o seu.

O caminho para o sucesso é ir atrás e batalhar e se dedicar e dar o máximo de si para que de fato aconteça o que você tanto busca. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.