[CRÍTICA] Rota Mortal 2 - Não olhe para trás

Titulo original: Rest Stop: Don't Look Back
Titulo Brasileiro: Rota Mortal - Não olhe para trás
Direção: Shawn Papazian
Ano: 2008
Duração: 89 minutos

Rota Mortal é um filme estadunidense lançado em 2008, dirigido por Shawn Papazian, do gênero terror/horror.

O filme é completamente previsível, e isso você pode perceber logo na nota de abertura e nas primeiras cenas que explicam todo o restante do filme. O enredo em si é bom, mas não foi bem explorado, muito menos bem produzido.

O roteiro conta a história de seis amigos. Tudo começa quando Jesse e Nicole decidem viajar para Hollywood sem seus melhores amigos, e por um acaso infeliz do destino, acabam desaparecendo. Não tendo noticias do irmão Jesse, Tom sai em busca de seu irmão com sua namorada e seu melhor amigo Jared, porém, um terrível e sombrio acontecimento está por vir.

O filme reforça a ideia de que os nossos pecados são pagos aqui na terra, que tudo o que você faz para as pessoas, volta para si - um enredo muito batido, usado e previsível - Porém, mesmo com tanta previsibilidade o filme é complexo e exige uma atenção extrema para que você possa entender o que se passa com os envolvidos na história, existem momentos em que você se pergunta: Mas, por que ela morreu, se ela não tinha pecado nenhum? E é ai, que mora a questão: O filme mostra TODOS os ângulos e acontecimentos que envolvem a todos, por este motivo é necessário redobrar a atenção.

Se julgado pelo quesito de previsibilidade, a nota do filme acabaria sendo zero, porém, a filmografia, história, contexto e todo o trabalho realizado na área psicológica dos personagens merece uma atenção reforçada, que tira o filme da linha vermelha de um zero e o leva para uma NOTA 5/10.

FILME COMPLETO NO YOUTUBE:


Alguns takes do filme:









[CRÍTICA] Rota Mortal 2 - Não olhe para trás [CRÍTICA] Rota Mortal 2  - Não olhe para trás Reviewed by Vitor Lessa on terça-feira, outubro 25, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Filmes