Ads Top

10 Motivos para ler "o ascendente" de Ceres Marcon

Reprodução | Acervo Pessoal | Divulgação

A literatura brasileira está cada mais rica, mais intensa e mais exigente com relação a histórias, escrita e um bom enredo. Hoje em dia os autores não lutam apenas para serem reconhecidos, lutam também por uma escrita que impressione em todos os sentidos e ganhe destaque em um mundo a onde todas as artimanhas e ataques já foram usados, porém, existe sempre aquele autor que escreve um livro que surpreende na escrita, na ousadia, no enredo e na descrição de acontecimentos, afinal, não são todos os autores que possuem uma facilidade de alternar entre um acontecimento e outro.

Ceres Marcon é uma das poucas autoras brasileiras que ousaram na escrita de fantasia na atualidade. Em um universo literário onde anjos, demônios e forças ocultas já foram bastante explorados em todos os sentidos, encontramos uma autora que conseguiu criar uma história que foge do padrão do óbvio, que foge de todos os pensamentos que conseguimos ter com relação ao destino dos personagens, que foge do que qualquer pessoa é ou seria capaz de imaginar. Marcon escreve com fogo nas mãos, é como se todas as páginas fossem incendiadas pelas energias celestes do céu e as energias negras do inferno, tudo ao mesmo tempo. Um verdadeiro mix para quem deseja se aventurar em uma aventura distópica-utópica (ora um, ora outro) celeste.

Pensando no quanto o livro é inovador, decidimos que ele merecia uma publicação só dele, afinal, não é todos os dias que recebemos um livro em nossa casa com uma proposta tão boa. E o melhor de tudo: Ele cumpre toda a proposta com êxito. O livro foi publicado pela editora Cafeína Literária, que trabalhou arduamente na revisão e no trabalho gráfico.

Alguns dos motivos pelos quais você deve ler a obra:

1) Thomas é tudo e nada ao mesmo tempo

Thomas é um garoto mágico, aliás, mestiço — usemos o termo correto —. Filho do pecado e da perdição, fruto de uma relação proibida e desolada dos céus, Thomas é fruto do relacionamento entre um anjo com um demônio chamado Stella. Suas características e forças são sobrenaturais em todos os sentidos. A história criada por Marcon para o desenvolver da trama da história de Thomas é incrível do início ao fim.

2) Caliel é o reflexo da atualidade

Como em todos os lugares, existe sempre aquela pessoa que quer conquistar alguma coisa por outra, pessoas interesseiras. Caliel ainda não é um querubim, porém, iria conquistar sua auréola assim que capturar Thomas.  Sua descrição é completamente rica em detalhes, é possível viajar somente em suas palavras, ações, pensamentos e descrição com relação a sua veste e modo de se vestir. Podemos notar que o cenário foi minuciosamente planejado antes de ser escrito.

3) Haziel deu lugar ao pecado, que nem é tão pecado assim

Haziel é um arcanjo que como dito anteriormente, se apaixonou por um demônio chamado Stella. Porém, como sabemos, um amor proibido é contra as leis de Deus, quase que como um reflexo da atualidade dos dias de hoje, não? E assim como acontece nos dias de hoje, o fruto de relações impuras, são perseguidas. O livro trás um contexto forte, uma história envolvente e acontecimentos de deixar qualquer leitor de boca aberta.

4) Cenário, sons e descrição

Ok, não podemos ouvir os sons, porém, quando lemos podemos sentir que ouvimos dentro de nós todas as guerras, batalhas e gritos. A descrição dos cenários descritos nesta obra são ricamente detalhadas a cada caminhar, folhar de folhas e piscar de olhos. Ceres soube conduzir uma história de aventura, fantasia e distopia de uma forma mágica, sem deixa-la cansativa.

5) Aprendizado

Thomas é como todos nós, ele tem um azar danado de estar no lugar errado e na hora errada, porém, os acontecimentos que envolvem esse amado mestiço, nos conduzem a uma história inesquecível de aprendizado. No desenvolver da história ele irá conhecer pessoas maravilhosas que poderão ajuda-lo com sua missão, ou, atrapalha-lo.

6) Demonologia, angeologia e exorcismo

Como unir demonologia e exorcismo em um livro sem deixa-lo clichê? Nós temos a fórmula. O ascendente narra a vida de um ser mestiço que busca sua vida e caminho em uma igreja. Revolucionário, não? O que será que vai acontecer? Essa pulga atrás da orelha nos persegue até a concretização do livro, o que o deixa mais interessante a cada página.

7) A união da família

Haziel e Stella estão dentro de Thomas. Como assim? Não, não é de forma literal. Por se tratar de um ser mestiço, Thomas consegue sentir as dores dos pais, que são diferentes seres mágicos. Isso é incrível.

8) A luta diária

Lutar consigo mesmo é extremamente difícil. Se tentar emagrecer com uma mesa de comida imensa na sua frente é difícil, imagina controlar duas forças mágicas dentro de si? Um demônio e um anjo. Ora um grita mais forte, ora outro. Não é tarefa fácil.

9) Inovação

O livro é inovador em cada detalhe pelo qual passamos a descobrir. A descrição dos seres, da magia, dos locais, dos momentos e a sucessão dos fatos, é incrível em todos os sentidos possíveis. Honestamente, não sei como procedecer com relação a uma escrita tão fantástica.

10) Nós adoramos!

Nem sei se é um motivo plausível, porém, nós indicamos com tudo de nós a leitura. Marcon, tens um novo fã e um novo leitor.

Acervo Pessoal | Divulgação 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.