Ads Top

DUFF - Todo mundo conhece, tem ou é

Google Images | Divulgação | Reprodução

Nome: The DUFF
Direção: Ari Sandel
Ano:2015
IMDB: 6.5
Nota: 7.5/10
A jovem Bianca (Mae Whitman) descobre um dia que foi escolhidas pelas amigas de colégio como uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend), ou seja uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas em comparação. Revoltada, Bianca pede a um atleta popular da escola para ajudá-la a melhorar o seu visual.
Não, não estamos falando da cerveja DUFF dos simpsons. Duff é um filme americano do gênero comédia produzido em 2015 pelo diretor Ari Sandel. A obra foi baseada em um livro intitulado "The Duff" de Kody Kepling.

DUFF narra a vida de Bianca Piper. Bianca é uma garota como todas as outras que estão no ensino médio descobrindo seu "real ser", acompanhada sempre de suas melhores amigas Jess (Skyler Samuels) e Casey (Bianca Santos), ambas formam o trio perfeito, até que um dia... Wesley Rush "Wes" (Robbie Amell) decide comentar com Bianca sobe DUFF, afinal, qual a definição de DUFF? Desengonçada, útil, feia e fofa. Segundo Wesley, todas as tribos do colégio possuem a sua duff, e Bianca, era a duff das amigas.

Após se sentir frustrada por perceber que é menos bonita (ou pensar) que suas amigas, Bianca rompe a amizade com Jess e Casey por um tempo, até organizar seus pensamentos. A meta agora é única: Descobrir como deixar de ser uma duff. Para isso, Bianca teria que se vestir melhor e mudar certos hábitos, e para isso, contará com a ajuda de quem a colocou nesta história, seu vizinho Wesley.

O filme possui uma pegada psicológica extremamente forte. Bianca é uma mulher que se sente fragilizada pelo simples fato de se considerar menos bonita que as amigas, as pressões ao seu redor com relação ao seu círculo social aumentam cada dia mais, a cada passo dado ao lado das amigas que além de populares, são muito bem vestidas e estilosas. Wesley é o típico cara que tem tudo o que quer para conseguir ludibriar qualquer pessoa: Um rosto bonito, corpo atlético, bom humor e joga futebol.

A proposta do diretor em produzir um filme que usa a beleza como temática em um geral (mostrando que todos somos belos, independente do que dizem) não é revolucionária, porém, a sucessão dos fatos descritas no enredo, é fantástica e acabam tornando o filme engraçado e bom para passar o tempo e de quebra, aprender alguns sentimentos humanistas.


Bianca é uma das várias pessoas que existem em todos os lugares e até mesmo dentro de nós. Ela se sentia bem consigo mesmo, até alguém dizer que ela não era suficientemente boa para se destacar na multidão, afinal, ela não tinha nada de tão interessante para que as pessoas criassem vínculos com ela. E isso é arrasador, o que significa ser suficientemente boa? Os problemas causados por uma palavra, não só deixam Bianca em em maus lençóis no colégio, como também, provoca a ira de outras pessoas que querem afasta-la de seu mentor Wesley — Que está ajudando Bianca a deixar de ser uma DUFF.

O filme traz consigo uma ótima reflexão sobre o "ser". Ser aquilo o que somos e não o que as pessoas querem que sejamos.

O enredo é muito mais rico do que o que foi descrito aqui, claro, então recomendo que seja assistido por todos.

Confira o trailer:


     
   D.U.F.F. - Você Conhece, Tem Ou É  
   D.U.F.F. Trailer Legendado  

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.