Ads Top

[ENTREVISTA] Jéssica Albino, autora de "Sangue de baleia"

Jéssica Albino

Jéssica albino é autora do livro "sangue de baleia". Seu livro atualmente está publicado através da editora PenDragon e é um sucesso. Jéssica iniciou a escrever muito nova e por incentivação dos amigos e do destino finalizou sua primeira obra.  Suas inspirações não poderiam ter sido melhores, Jéssica adora os livros de Matthew Quick e Markus Zusak. E é com este jovem talento, que iremos ter dois dedos de proza hoje.

1. Como nasceu o seu relacionamento com a escrita?

Olha... Acho que desde que eu era bem pequena. Me lembro de adorar rabiscar um monte de palavras no papel enquanto cantarolava alguma coisa e depois eu sempre ficava empolgada com o resultado. Acho que desde aí.

2. Qual foi o primeiro livro que você escreveu? E como surgiu a ideia de escrever um livro?

Jéssica Albino
O primeiro livro que eu terminei foi Sangue de Baleia mesmo. A ideia de transformar a história da Laura em um livro foi de uma amiga minha que diferente de mim, sempre acreditou que minha história era boa o suficiente para ser publicada e que existiam outras pessoas que iam gostar de ler. Além disso, a arte da capa e do livro todo foi presente de uma super talentosa amiga minha e o quadro com o desenho de capa ficava me encarando, como se dissesse: "Vai terminar esse livro logo menina".

3. Quais suas principais inspirações literárias?

Minhas principais inspirações literárias? Hm... Um pouco de Matthew Quick e Markus Zusak. Eles tem um jeito único e um humor sensacional em suas obras assim como o John Green que me acende uma lâmpadazinha e que me mostra que tudo ficar melhor com uma dose controlada de comedia para harmonizar com a seriedade que é “contar uma história”.


4. O que você considera mais difícil durante a escrita de uma história?

Escrever é a parte mais difícil. O processo de transformar aquela coisa maravilhosa que você tem em mente em palavras é realmente muito difícil. Além de você transformar aquilo em palavras, elas precisam fazer sentido tanto pra você quanto para o leitor. Tudo precisa se encaixar e ás vezes parece não existir palavras para descrever cenas que serão fundamentais em sua história. Enfim. Pra mim a coisa mais difícil durante a escrita de uma história é transformar tudo aquilo da minha cabeça em palavras


6. Qual de seus personagens você mais gosta?

Por enquanto eu sou mãe de um filho só, mas venho criando outros. O que eu mais gosto de escrever é Blindada, que será minha próxima obra publicada porque ele é uma mistura delicada, reflexiva e um pouco cômica e toda vez que eu penso na história e seu contexto, me sinto muito feliz e orgulhosa de mim mesmo por estar criando algo tão doce.

6. Qual de seus personagens você mais gosta?

Difícil escolher um só, mas acho que vou ficar com a Courtney de Blindada, embora tenha como inspiração pra minha vida a minha amada Maggie Jace de Sangue de Baleia. Eu escolho a Courtney porque temos algo em comum que é sempre dar o nosso melhor por aqueles que amamos, e além disso ela é uma rainha sensacional, divertida, bonita e que odeia ser chamada por seu nome real. Além disso, temos outros muitos pontos em comum, mas se eu me aprofundar mais, vou acabar soltando muitos spoilers e acabarei contando a história inteira, então ficamos por aqui.

7. Como você sente quando recebe um comentário positivo acerca de sua obra?

Eu me sinto uma princesa Disney no final do conto de fadas, onde é tudo feliz pra sempre. Sério. Eu fico tão feliz e tão orgulhosa de mim mesmo, que fico lendo e relendo a mesma coisa. É uma sensação maravilhosa que eu acho que um dia, todos deviam experimentar: receber elogios por seu esforço e reconhecimento dos demais.

8. Pretende escrever novos livros? Tem algum projeto em mente chegando?

Sim. O projeto mais próximo de acabar é uma seleção com 4 histórias que eu chamo de Tudo por Amor. É engraçado pois eu estava falando tanto de Blindada e agora já mudei de livro, como isso? Pois é. Tudo por Amor contará 4 romances trágicos e quero deixá-lo em alguma plataforma digital gratuita, para que todos tenham acesso. Agora, a próxima obra publicada por editora, realmente será Blindada. Pretendo terminá-lo antes da Bienal de 2018.

9. Qual gênero literário você mais se identifica?

Bom, se for minhas histórias, tudo se encaixa em romance/ drama, mas eu como pessoa se fosse me categorizar em algum gênero literário levando em consideração minha vida, seria fantasia.


10. O que você diria para as pessoas que estão conhecendo tanto você, quanto a sua escrita agora?

Eu diria para elas que são todas umas fofas, e que elas devem se abrir mais para a literatura nacional porque aqui  no Brasil também tá cheio de livros bons e autores maravilhosos. Sério, sempre que puder, deem a oportunidade para um livro nacional fazer você ficar apaixonado por ele.

11. O que as pessoas devem esperar da sua escrita?

Elas devem esperar humor. Amo colocar humor onde eu passo e na escrita não é diferente. Meu lema é: Chorar com um livro é importante, mas rir com ele é ainda mais. Não estou dizendo que será só piadas. Não. Gosto de humor com aquelas coisas do dia a dia onde a maioria se identifica e diz: “ Caraca, isso realmente acontece” .

12. Qual passagem do seu livro te marcou mais? Existe um trecho que você goste mais que os outros?

Olha, existe uma passagem que é tão cheia de spoilers que se eu mencionar, vai estragar a magia do livro. Mas tem outra bem neutra que eu acho que é fundamental para as pessoas. É o seguinte: A cena é um diálogo entre a protagonista Laura e sua amiga Maggie durante a prova de um vestido. A Maggie cogita a hipótese da amiga estar milionária caso estivesse com outro homem e a Laura diz que ela poderia sim estar milionária, mas será que ela estaria feliz?

Ela expõe seu ponto de vista sobre dinheiro x felicidade e eu amo essa parte porque é verdadeira e existem várias provas vivas de que riqueza nem sempre é sinônimo de felicidade e sim de apenas satisfação pessoal.

13. Como foi a recepção do público com relação ao seu primeiro livro?

Melhor do que eu esperava. Tive meu lançamento na Bienal de 2016 e as pessoas me perguntavam sobre o livro com interesse em seus olhares. Isso me deixou muito orgulhosa de mim mesma.

14. O que te inspira a continuar escrevendo?

A coisa que me inspira a continuar, com certeza são meus amigos e familiares que acreditam em mim e que estão sempre me encorajando a continuar. É tudo muito inspirador.

15. O que você diria para alguém que está iniciando a escrita do seu primeiro livro?
capa do livro "sangue de baleia"

Eu diria pra essa pessoa ter foco e não se preocupar com aqueles que estão dizendo que não vai dar certo. Cara, não dê ouvidos á essas pessoas. Você precisa dar mais força aos incentivos das pessoas que te apoiam. E tenha em mente que ninguém é perfeito: vão existir pessoas que não vão gostar da sua história, mais vai existir 10 vezes mais pessoas que vão amar. E é por elas que você deve escrever 

16. O que você tem a dizer para os leitores do catraca seletiva?

Além de eles ser uns fofos? Bom, eu acho que aqui deve existir muita gente que sonha em ser escritor. Ou se não é escritor, um músico, cantor, desenhista, atriz/ator... Enfim, que tem um sonho que pra muitas pessoas é considerado perda de tempo. Amores, perda de tempo é ouvir o que essas pessoas negativas tem pra falar. FOCO. FORÇA. Você vai conseguir, mesmo que demore algum tempo. Você vai chegar lá e todos nós vamos te aplaudir.

17. onde podemos encontrar seus livros para compra? Qual você indica que nossos leitores conheçam primeiro?

Ele está disponível na Submarino (http://www.submarino.com.br/busca/?conteudo=Sangue%20de%20Baleia ) e na loja online da editora Pendragon (http://www.lojapendragon.com.br/sangue-de-baleia ). A minha preferencia é a loja da editora, porque lá existem muitos outros títulos nacionais pra conhecer, aliás, TODOS os títulos são nacionais e são maravilhosos.

18. É chegado ao fim da nossa entrevista. Muito obrigado pela oportunidade e pela paciência. Sucessos !

Eu é quem agradeço. Mil beijos e sucesso em dobro para todos nós.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.