Ads Top

[ENTREVISTA] Murilo Pavan — Autor de "Segredo das elementares"

Murilo Pavan | Acervo PESSOAL | Divulgação

O nosso convidado de hoje para dois dedos de prosa é nada mais nada menos que: Murilo Pavan. Murilo é autor da duologia "Secret". Nosso querido prodígio começou na escrita se aventurando, procurando escapar da realidade e durante uma destas escapadas, Murilo criou um universo alternativo todo seu, no qual compartilha conosco nas páginas de seu livro. Formado em Marketing e estudante de massoterapia, abre seu coração para nosso portal e nos conta como nasceu seu relacionamento com a escrita.

O segredo das elementares é o primeiro livro da duologia "secret". 

1. Como nasceu o seu relacionamento com a escrita?

Em 2010, na minha adolescência, apesar de ter vários amigos, eu sempre fui introspectivo. O que por um tempo começou a me sufocar, então fiz um blog, onde eu sempre postei textos aleatórios, coisas da minha mente. 

2. Qual foi o primeiro livro que você escreveu? E como surgiu a ideia de escrever um livro?

O primeiro livro que escrevi foi o Lembranças de setembro, é uma trilogia de romance.
O que me inspirou a escrever esse livro foi o seriado Gossip Girl. Sempre fui viciado, mas como eu não poderia viver como eles, eu poderia criar algo do tipo. 
Foi aí que veio a ideia de escrever. Eu escrevi quinze páginas e apenas cinco anos depois eu retomei. 
Posso dizer que demorei cinco anos para escrever meu primeiro livro. 

3. Quais suas principais inspirações literárias?

A principal, mais importante e que é fixa em minha vida é a J. K. Rowling. Acho ela uma mulher de garra, com histórias fascinantes, algo que me faz querer mais. 
Também gosto da forma que o Nicholas Sparks escreve, de romance, é sem dúvida o meu favorito. 

O segredo das elementares é o 1º livro da duologia secret

4. O que você considera mais difícil durante a escrita de uma história?

O mais difícil, para mim, é tirar da mente e tentar passar para o papel. Pois sempre queremos passar exatamente o que vemos, o que nos faz travar algumas vezes, mas no final sempre dá certo. 

5. Quando decidiu se tornar escritor?

Eu já estava morando com minha avó, havia mudado de cidade, então não tinha emprego e não estava estudando. Então resolvi olhar meu blog e vi um comentário antigo, uma pessoa comentou num texto que eu deveria escrever um livro. Acabei unindo o útil ao agradável, então retomei meu livro de romance e comecei outros também.
A partir desse dia comecei a tomar gosto por escrever livros. 

6. Qual de seus personagens você mais gosta?

Depende do momento em que estou, pois gosto de me identificar com os personagens. Mas atualmente, o personagem que mais gosto é a Helena, do livro O Segredo das elementares. 
Mas também tenho um pouco da Kirsten, personagem de Lembranças de setembro. Na verdade Kirsten e Helena são bem parecidas, ambas fazem de tudo para ajudar quem elas amam, então não consigo escolher uma. 

7. Como você sente quando recebe um comentário positivo acerca de sua obra?

Fico com vergonha, mas extremamente feliz. Sinto um alivio, principalmente quando dizem que se identificaram com algum personagem, pois quero que se identifiquem, quero que meus personagens sejam reais, tomem formas, quero que eles tenham problemas e que sejam parecido com os nossos, assim quem estiver precisando de ajuda para superar, irá conseguir. 

8. Pretende escrever novos livros? Tem algum projeto em mente chegando?

Pretendo retomar alguns que estão parados, mas também quero começar novos. E tem um projeto novo tomando forma, o segundo livro da duologia Secret. O primeiro é O segredo das elementares, o segundo será bem diferente do primeiro, terá outra visão, outra perspectiva. Está sendo um desafio escrevê-lo, mas também muito gratificante. 

9. Qual gênero literário você mais se identifica?

Fantasia. Acredito que não existe limites para a imaginação e acredito que as palavras possuem poderes. Gosto de me perder no diferente, um mundo novo, um poder recém descoberto. 

10. O que você diria para as pessoas que estão conhecendo tanto você, quanto a sua escrita agora?

Diria para elas se divertirem, aproveitarem cada capitulo. Quero que elas riem, chorem e busquem ajuda nas páginas que escrevi, pois eu fiz isso. Foram essas páginas que me ajudaram até agora. 

Murilo Pavan | Acervo Pessoal | Divulgação
11. O que as pessoas devem esperar da sua escrita?

Surpresas. Grandes surpresas durante toda a história. É algo de fácil compreensão, então não devem se preocupar, é uma leitura limpa. 

12. Qual passagem do seu livro te marcou mais? Existe um trecho que você goste mais que os outros?

Tem uma parte que me marcou muito no livro "O segredo das elementares". Não vou contar para não perder a graça quando forem ler, mas no final, quando Helena encontra seu irmão. Só isso que posso adiantar. 

13. Como foi a recepção do público com relação ao seu primeiro livro?

Foi muito boa, ele foi publicado online e as pessoas que leram me deram um feedback muito bom. O que me deixou mais tranquilo, pois eu estava apreensivo por publicar um romance online. 

14. O que te inspira a continuar escrevendo?

Ajudar as pessoas. Acredito, do fundo do meu coração, que livros salvam vidas. Então continuo escrevendo para ajudar alguém, por isso acho extremamente importante abordar assuntos como sexualidade, mesmo que, de uma forma sutil, mas firme, mostrando que não há nada de errado em ser quem você é. Essa é minha inspiração. 

15. O que você diria para alguém que está iniciando a escrita do seu primeiro livro?

Não desista. Não é fácil, as vezes o capitulo não é o melhor e você terá que reescrever, mas não desista. E não deixe ninguém te desanimar. Crie um mundo, acredite nele. 
Crie pessoas, de uma história e acredite nela. Só assim sua história irá acreditar em você e irá fluir, sem muito esforço ou dor de cabeça. 

16.Na sua opinião: Qual o pior erro que um autor pode cometer durante a escrita do seu primeiro livro?

O pior erro, para mim, é o medo. Medo de não dar certo, de não gostarem, de não fazer sentido. De qualquer forma, o medo é o pior erro, pois ele nos impede de sermos o que queremos ser. 

17. onde podemos encontrar seus livros para compra? Qual você indica que nossos leitores conheçam primeiro?

Meu livro será lançado pela editora Xeque-Matte e logo terá vendas online, e nas livrarias parceiras. Creio que o melhor para começarem a ler é "O segredo das elementares", na minha opinião 
é o melhor que escrevi até agora. Mas caso gostem de romance, tenho o "Lembranças de setembro" disponível no Wattpad. Mas o segredo das elementares é o que estou mais ansioso para ver as pessoas lendo. 

18: Qual a sua opinião sobre a literatura nacional nos dias de hoje? Acha que é bem divulgada pelos blogs literários e editoras?

Creio que ela está em crescimento, não é algo muito valorizado e poucas pessoas se interessam por livros nacionais. Mas acredito que as novas editoras estão aí para mudar essa realidade.  Digo pela experiência que estou tendo com a Xeque-Matte, o comprometimento deles é enorme, eles caminham junto com os autores. Assim como outras editoras e blogs literários. Acredito que andamos todos juntos, em parceria. 


19. Se você pudesse dar um conselho para os seus amigos escritores por meio desta publicação, o que você diria a eles?

Para terem fé no que eles escrevem e não desistirem do sonho deles. Porque assim iremos mostrar o nosso potencial ao mundo. 

O AUTOR

MURILO PAVAN: Formado em marketing, 23 anos, barretense. Atual estudante de massoterapia, mora com a avó na cidade em que nasceu. Começou a escrever como uma forma de escapar da realidade. O poder de criar um mundo, novas pessoas e sentimentos, recíprocos ou não, o fascina. Autor do livro: “O segredo das elementares” (será lançado no meio desse ano) e “Lembranças de setembro” (disponível no Wattpad)”

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.