Ads Top

[RESENHA] Cenas de um casal publicitário - ou de qualquer outro, Raul Otuzi

ISBN-13: 9788568125083
ISBN-10: 8568125085
Ano: 2016 / Páginas: 160
Idioma: português
Editora: Alternativa Books
Compre seu exemplar: Alternativa Books | Amazon
► Avaliação: ۞۞۞۞۞

O livro retrata o relacionamento conturbado, mas bem-humorado entre Lauro e Lidiane. Ele, redator, 28 anos. Ela, diretora de arte, 25. Namorados desde a faculdade, eles são bem diferentes. Ambiciosa e com personalidade forte, ela sonha em ganhar Cannes, o festival publicitário mais famoso do mundo. Imaturo e preguiçoso, ele não sabe direito o que quer. De família rica, oscila entre a publicidade, a música e a poesia. Quem trabalha ou trabalhou em agência vai rir, chorar e se emocionar. E quem não trabalhou vai encontrar uma história de opostos que se atraem muito além do clichê.

Acervo pessoal | Reprodução
O subtítulo do livro faz bastante justiça ao enredo narrado pelo autor. Em "Cenas de um casal publicitário", iremos conhecer Lidiane e Lauro. De um lado temos um homem romântico, dedicado, bem sucedido no âmbito familiar. Do outro, temos Lidiane, uma mulher amarga em todos os aspectos possíveis, que só enxerga o próprio nariz e não possui o menor escrúpulo.

Lauro e Lidiane se conheceram na faculdade de publicidade e propaganda, porém, o namoro só se firmou após o termino da faculdade. Ambos trabalham na área. A família de Lidiane (em especial, a mãe) sonhava que a filha fosse uma médica de sucesso, para assim, ter uma conta "gorda" e cheia de dinheiro, porém, a filha possui uma alma artística e ama pintura, porém, seguiu o caminho em publicidade e propaganda por que viu a área como uma valorização da arte, de trabalhar com arte. Já do outro lado, Lauro vive com os pais, a mãe o ama o incondicionalmente e ficou tremendamente feliz com o filho após decidir seguir sua vida com publicidade e propaganda, aliás, o pai que nem é tão presente assim, também ficou feliz com a conquista, afinal, qualquer coisa seria melhor que o passado do filho entregue a maconha. Não é mesmo?

Lauro e Lidiane moram em Ribeirão Preto. Lauro por seu passado, não recebe confiança alguma do pai, que se quer se preocupa com o trabalho e bem estar do filho, já a mãe, o ama e o apoia em suas decisões. Já sua amada namorada Lidiane, adora um mau feito feito e visa apenas o conforto, sucesso, dinheiro e um corpo bonito e esbelto para exibir. Sempre cheia de si, a publicitária que sonha com o prêmio de Cannes, fica sabendo que uma de suas amigas no passado chamada Nicole recebe o prêmio e começa a trabalhar em uma agência importantíssima do ramo, o que desperta uma inveja sem precedentes em Lidiane.

O casal faz o tipo que não dá certo, porém, ainda sim permanecem "tentando". Lauro está sempre tentando conquistar a amada, louco, cego de amor pela mesma. Já ela? Sempre pensando em si mesma e pisando no namorado, estas são apenas algumas das passagens que mostram como era seu comportamento:


Quando ele vai almoçar na casa da namorada, e sua mãe faz uma piadinha acerca da posição de destaque da filha na empresa, procurando diminuir o cargo de Lauro:

Minha mãe só tirou um sarrinnho do Lauro e ele apelou. Ás vezes ele é tão bobo. Bom, bobo ele é sempre. Ás vezes ele é tão bobo e mal-humorado. Azar dele. Eu sou só mal-humorada. Azar o dele (Pág. 46)


Quando começa a reclamar que Ribeirão Preto é parado, e seu único desejo é ir para capital:

Cara, essa cidade é uma merda. Uma merda! É sim. É. Mas pelo menos aqui nunca fui roubada. Afff! E dai? Grande consolo. Grande merda! (Pág. 51)


Quando ganha de seu namorado uma bolsa caríssima de amigo secreto, que possivelmente, valeria para natal e amigo secreto:

A bolsa é linda. Mas um presentinho só? Do amigo secreto e Natal? O Lauro não se emenda, ô falta de sensibilidade. Ainda mais na frente da minha família. O que eles vão pensar? (Pág. 62)

Como podem ver nos trechos acima, Lidiane é uma mulher extremamente difícil de agradar, e ainda assim, se considera "apenas" mal-humorada. Nada para ela está suficientemente bom, nada para ela está acima de seu nível, e todo trabalho que aparece é pouco, seu sonho e meta naquele momento era rever a amiga Nicole que está fazendo sucesso no interior e implorar por um trabalho. 

Enquanto isso, Lauro reencontra amigos, tenta formar sua antiga banda, se frustra e passa por alguns perrengues. Seu pai ainda não é amoroso, seu chefe não confia no seu talento, e sua família faz de conta que acredita que o garoto realmente mudou da vida que levava, mesmo tendo estudado, se formado e estando lutando para conseguir uma posição melhor na empresa onde estava, ou melhor, para obter um reconhecimento maior por parte do patrão.

Lauro é aquele personagem que venceu a vida, porém, precisa de pessoas que acreditem em seus ideais, em suas vitórias. Lauro precisa de atenção e de reciprocidade com relação a todos seus feitos, parece a todo momento que ele é o único errado na história. 

O subtítulo do livro "ou qualquer outro", pode — e vai — fazer referência a qualquer outro casal que passe por momentos difíceis como os enfrentados por Lauro e Lidiane.

O enredo foi muito bem trabalho e aborda as vidas dos personagens de forma profunda. Otuzi soube conduzir os pensamentos dos personagens, e apresentar de forma direta suas ideias com relação a história. Nela também teremos momentos tristes, de emoção, surpresas e reviravoltas.

Ah, e a coisa mais fofa que existe no livro depois do "Laulau", é sua mãe.

DETALHES E DIAGRAMAÇÃO


Reprodução | Acervo Pessoal


Reprodução | Acervo Pessoal

Reprodução | Acervo Pessoal
O livro foi publicado através do selo editorial Alternativa Books, que aparentemente, se preocupou em todos os aspectos possíveis com esta publicação. O livro possui uma capa em acabamento em papel cartão e folhas trabalhadas em papel tipo polen soft 80g/m2, nas dimensões 14cmx21cm. Como podem ver nas imagens acima, o trabalho editorial da diagramação ficou impecável em todos os sentidos possíveis. 

A obra de Raul Otuzi é de extrema excelência em todos os sentidos possíveis. Seus personagens principais são muito bem trabalhados. O livro carrega uma "pegada" forte psicológica que meche conosco, em especial, Lauro. 

O livro é ótimo para quem deseja uma história curta e rápida. Amantes do meio publicitário irão amar a história, já que o enredo é todo baseado no trabalho dos personagens que é o mesmo. A diagramação está impecável, a Alternativa Book conseguiu entregar um livro maravilhoso em todos os sentidos possíveis de excelência editorial, por um preço mais que acessível.

Ah, e o livro foi cedido generosamente pelo autor. Olha que amor esta dedicatória:


Acervo Pessoal | Reprodução

O AUTOR

Raul Otuzi, é redator publicitário e professor universitário. Atualmente, as suas principais referências literárias são J.M Coetzee, Philip Roth, Chuck Palahniuk, Alice Munro e Haruki Murakami; além dos brasileiros Luis Fernando Verissimo, Nelson Rodrigues e Clarice Lispector.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.