Ads Top

Vamos falar sobre as vendas do SEU livro, tá bem? Então tá

Google Images

Escrever um livro é maravilhoso, porém, finaliza-lo é a melhor sensação do planeta terra. Você começa a se ver como capaz para escrever quatro, cinco ou seis outros livros, e sua imaginação que antes não funcionava, agora é um oceano. Porém, existem algumas coisas que precisamos ter ciência de que pode — e vai — ser capaz de sugar toda a nossa vontade de escrever, publicar e iniciar um outro livro. Sabe o que é? Frustração. A frustração estraga todo e qualquer sonho, não somente de escritores. Quando você começa a se sentir frustrado por que algumas coisinhas não estão dando tão certo o quanto você pensava que dariam, você começa a achar que o errado na história é você, e vem aqueles pensamentos que todo mundo tem, ou já teve algum dia: Sou eu que não tenho capacidade de escrever uma boa história, sou eu quem não consigo intercalar e diversificar um livro sem deixa-lo chato, sou eu quem tentou entrar para uma área na qual está certo de que não tenho talento. Sou eu, EU, EU EU, EEEEEEEU. Deixa eu te falar uma coisa,vem cá, chega bem pertinho: NÃO É VOCÊ. Sabe por que as pessoas tendem a dar mais valor para o que chega para destruir, do que aquilo que chegou para acrescentar? Por que elas acham que se o que chegou para destruir seguir em frente, ela ficará impedida de continuar, mas não é bem assim que a banda toca colega. Você só não vai prosseguir se você não quiser progredir. Enquanto você começar a olhar para o que você ainda não tem, ao invés, de valorizar aquilo o que você já conquistou, você vai viver em um círculo ocioso de depressão.

Olhe por este lado:

  1. Muita gente por ai quer publicar um livro, mas não consegue de maneira nenhuma finalizar a obra, ou por falta de tempo, criatividade e o pior: De apoio. Você conseguiu finalizar. Você deveria ser uma pessoa deprimida? Acho que não.
  2. Se você ainda está em fase de descoberta do seu público, é claro que tudo irá demorar a fluir. Ninguém escreve um livro hoje e está extremamente conhecido no Brasil e no mundo como melhor escritor e recebendo prêmios. Inclusive, tem autores famosíssimos que nunca ganharam um prêmio se quer, e todo mundo ama as obras deles. Será que eles ficaram preocupados com o fato de não receber o prêmio? Não, eles se empenharam em escrever outras obras, eles não levaram aquilo para si como uma limitação.
  3. Existe gente idiota para tudo neste mundo. Existiram pessoas que vão querer sugar toda a sua moral e sua auto-estima. Existem pessoas que aparecem simplesmente para poder dizer que o que estamos fazendo ou está errado ou está ruim. E você não deve apenas avaliar os feedbacks negativos, procure enxergar as pessoas que gostaram do que você fez, e valorizar quem realmente necessita da sua preocupação.
  4. Visualização em mídias sociais e influência: NINGUÉM, olha só, ninguém neste mundo se torna influente da noite para o dia, ninguém. Pode ser um autor super maravilhoso e incrível com a editora mais "fodastica" do planeta. O fato dele vender bem os livros, não quer dizer que ele seja uma pessoa influente. Quer dizer apenas que os livros e o esforço dele foram bons o suficiente para atrair leitores fieis (fãs de sua escrita) e uma editora que acreditou fielmente em seu potencial.
Google Images

E nunca enxergue pelo lado negativo da "coisa". Existem pessoas que querem problematizar tudo. Alguns tópicos mais problematizados são:

1. Ah, eu não consigo views no LuvBook ou no Wattpad

Existe uma coisa chamada: Marketing, que faz o mundo todo funcionar. O Marketing ele serve para atrair a nossa atenção e prendê-la de uma forma que nos levará a consumir um determinado produto ou adquiri-lo. Isso tudo é tática. E como eles fazem isso? Com um anúncio muito bem feito do produto. E é isso que você tem que fazer com seus contos e histórias. Não fique enxergando problemas onde não tem. Escreva, divulgue os trechos mais marcantes da sua história com a capa nos grupos do Facebook, WhatsApp. Utilize sabiamente as ferramentas que estão ao seu alcance, não fique lesado olhando para os lados esperando views cair do céu. Existe trabalho, e ele nunca acaba. Até depois do reconhecimento o trabalho não para. Imagina então, na fase inicial? Então, não vamos ficar chateados com ausência de comentários, likes e leituras. Vamos nos empenhar e divulgar bastante.

Dai você me diz: MAIS DO QUE EU DIVULGO? EU ME MATO DIVULGANDO. Colega, tem outra coisa linda além das mídias sociais: Amigos. Peça para amigos lerem e indicarem, peça para os seus amigos que também possuem contos ler o seu e dizer o que acharam. Comece a trabalhar em cima de "troca x troca" com outros autores. Leia e comente com eles e vice versa. Ambos ganham: Você pode notifica-lo de erros encontrados no texto, de uma capa que ficaria melhor, de um release melhor, e um ajudaria o outro. Já pensou nisso?

2. Ah Meu Deus. Meu livro ficou encalhado na Amazon, e não vende nada

Permita-se acreditar em si mesmo.
Refaça tudo acima, só que com um diferencial: Pensamento positivo. Se existe algo que pode estragar tudo o que você for fazer na vida, é pensar de forma negativa a respeito de sua própria obra, projetos e ideais. Idealize sucesso e vá ganhar o mundo.

3. Não tive sucesso em minha pré-venda

A pré-venda, ela funciona da seguinte forma: Após o livro avaliado e aceito por uma editora "x", o livro irá entrar em uma pré-venda para que o leitor que possa ser (ou não) novo no mercado arrebatendo uma quantidade "x" de leitores para conseguir um público para suas futuras publicações e claro, para frequentarem o evento de lançamento do livro. A pré-venda é feita de duas formas diferentes: A editora pode oferecer o livro para venda no site da mesma com data de entrega após o lançamento, ou montar um estoque de número "x" com uma quantidade para venda pelo website.

Então, pensemos da seguinte forma: Você ainda tem que passar pela fase da interação com os leitores, com os amigos, com os blogueiros, com todo o mercado editorial. Você tem que fazer um marketing pessoal de si nos seus livros. Como assim? Use a capa do seu livro no Facebook, coloque na bio, publique informações sobre o evento e divulgue para os amigos com os quais você conversa.

Ah, e nunca, nunca mesmo vá diretamente a uma pessoa que você nunca conversou na vida no Facebook e diga: Oi, estou lançando meu primeiro livro e blalablablabla. Acredite, isso não é legal de forma alguma. Procure se empenhar primeiramente com as pessoas que você conversa. As pessoas com as quais você não se relaciona podem não ter uma visão muito boa da sua atitude de só chegar e oferecer o livro, deixe que flua um diálogo antes, torne-se amigo daquela pessoa, de pessoas influentes. Convide todos para o evento de lançamento do livro (mais enviando os convites na página do evento, não no inbox).

Google Images

4. Eu não consigo finalizar a continuação do meu livro

Continuação ou não, você tem que pensar comigo a seguinte coisa: Você já vendeu o suficiente do seu primeiro livro? O empenho e trabalho nele já aconteceu? Se não, sugiro que você continue trabalhando no seu primeiro livro para depois se empenhar na escrita de um segundo livro. Quando escrevemos de cabeça quente ou sem inspiração: NADA FLUI. Nada. Então, não vamos forçar.

Para uma continuação bem feita, primeiramente você tem que pensar em todas as arestas e aspas que foram abertas no primeiro livro e para serem fechadas nesta, caso seja uma duologia, claro. Agora o livro for uma trilogia, o recomendado é resolver todas as questões inacabadas do primeiro livro e em seguida, trabalhar em cima de novas questões e novos personagens.

Agora SE MESMO DEPOIS DE TUDO ISSO, você ainda achar que a vida não presta e que o problema é você, você tem mais uma alternativa super fofinha. Você pode ir até o meu Facebook e me enviar um inbox. Eu terei o maior prazer do planeta em conversar com você até dez da manhã do dia seguinte, até entrar na sua cabecinha que a vida é feita de fases, e você está caminhando para completar cada uma delas. Tá bem? Então tá.

Meu Facebook Pessoal: https://www.facebook.com/oilessa

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.