Ads Top

Agatha Christie, uma vida de inspiração

Agatha Christie | Google Images | Divulgação

Agatha Christie, foi uma escritora britânica que atuou como romancistacontistadramaturga e poetisa. Se destacou no subgênero romance policial, tendo ganho popularmente, em vida, como "Rainha do Crime". Durante sua carreira, publicou mais de oitenta livros, alguns sobre o pseudônimo de Mary Westmacott.

Segundo o Guiness Book, Christie é a romancista mais bem sucedida da história da literatura popular mundial em número total de livros vendidos, uma vez que suas obras, juntas, venderam cerca de quatro bilhões de cópias ao longo dos séculos XX e XXI, cujos números totais só ficam atrás das obras vendidas do dramaturgo e poeta William Shakespeare e da Bíblia. Segundo a organização Index Translationum, as obras de Agatha Christie já foram traduzidas, em levantamento recente, para mais de 100 idiomas em todo o mundo. Seu livro mais vendido "E não sobrou nenhum", foi publicado no Brasil através da editora Globo Livros.

Mesmo após sua morte, Agatha continuou sendo uma forte influenciadora na literatura, suas obras foram republicadas diversas vezes no Brasil e no mundo. Tendo ficado apenas atrás da venda da bíblia, Agatha consagrou-se como ícone popular da literatura mundial. Considerada uma das escritoras mais bem sucedidas do mundo, contrariou seu tempo com seu livro "O Assassinato de Roger Ackroyd", após contrariar a "lógica dos romances policiais", mesmo assim, seu livro vendeu pouco mais de cinco mil exemplares.

Em 1971, Agatha Christie tornou-se dama do império britânico. O último livro protagonizado por Hercule Poirot, Curtain (escrito nos anos 40), foi publicado em dezembro de 1975, porque Agatha já não se sentia disposta a escrever. A autora veio a falecer 1 mês depois, em 12 de janeiro de 1976, por conta de uma pneumonia. Encontra-se sepultada em St Mary Churchyard, Cholsey, Oxfordshire na Inglaterra.[8] Já o último livro de Miss Marple, Sleeping Murder (também escrito nos anos 40) foi publicado em outubro de 1976. O marido Max Mallowan morreu em 1978.

Alguns motivos pelos quais você deve se inspirar em Agatha Christie:

O primeiro livro da autora foi rejeitado por seis editoras antes de ser aceito, e quando o aceitaram publicar, foi um sucesso estrondoso.
Seus livros contabilizam ao todo, mais de quatro bilhões de cópias, o que a deixa apenas atrás do manuscrito da bíblia.
Agatha consagrou-se após escrever mais de oitenta livros em vida. Seus livros são comercializados no mundo todo até hoje.
Tornou-se fonte de inspiração para milhões de autores da atualidade, que usaram sua escrita como inspiração para contos policiais, crônicas e histórias.
Agatha tornou-se um ícone popular, não existe uma pessoa na face do planeta que não conheça seu nome.
Sua escrita é tão atual quanto um livro escrito nos dias atuais.
Seus livros escrevem mais de 50 anos de evolução histórica.
Ganhou um psdeudônimo super carinhoso como "rainha/dama do crime"

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.