Ads Top

Suicídio anunciado biograficamente, Sylvia Plath

Sylvia Plath | Google Images

Depois de vários estudos acerca da obra "A redoma de vidro", estudiosos chegaram a conclusão de que o enredo da personagem "fictícia" Esther Greenwod, tratava-se de uma confissão de anos da vida de Sylvia. E esta publicação é para homenagear uma mulher e escritora que contagiou e inspirou milhões de poetas ao redor do globo.

Sylvia Plath foi uma das poetisas de língua inglesa mais importantes do século XX. Sua obra ganhou destaque após sua morte trágica: seu suicídio aos 31 anos. 
Reconhecida principalmente por sua obra poética, Sylvia Plath escreveu também um romance semi-autobiográfico, intitulado "A redoma de Vidro", sob o pseudônimo Victoria Lucas, com detalhamentos históricos de sua luta contra a depressão. Assim como Anne Sexton, Sylvia Plath é creditada por dar continuidade ao gênero de poesia confessional, iniciado por Robert Lowell e W.D. Snodgrass. 

"A redoma de vidro", é considerada por
estudiosos como um diário de confissões
da escritora Sylvia Plath. Publicado no
Brasil pela Biblioteca Azul (Selo da edit-
ora Globo Livro).
O único romance escrito por Sylvia Plath foi publicado no Brasil pelo selo "Biblioteca Azul" pertencente ao Editorial Globo. A Redoma de Vidro foi lançado em 1963 e é o único romance da escritora e poetisa norte-americana. O livro narra a história da jovem Esther Greenwood, uma moça de dezoito anos que vive nos subúrbios de Boston e ingressa em uma prestigiosa universidade em Nova York. Tudo parecia um sonho maravilhoso, porém, Esther acaba sofrendo uma crise emocional forte que a leva da Madison Avenue para uma clínica psiquiátrica. Como já era de se esperar, seu livro possui uma leve escrita poética, com traços sublimes e muito bem elaborados e tocantes com uma sensibilidade extrema. 

Esther era uma figura peculiar, extremamente inteligente, pró-ativa, frágil e sentimental, porém, era ao mesmo tempo forte e cínica. Em diversos momentos, Esther encontra-se perdida em meio aos pensamentos que circundam seu cotidiano, o que a deixa completamente alucinada de preocupação em diversos momentos. Com diversos problemas acontecendo em sua vida, Esther vê-se em um beco sem saída: Seus pais querem que ela se case, as pessoas esperam demasiadamente resultados positivos de sua pessoa e suas dúvidas com relação ao futuro começam atormenta-la de um jeito indescritível, com o tempo, Esther vê-se com um bloqueio criativo interminável, o que a deixa impedida de continuar escrevendo que era a unica coisa que lhe dava sentido na vida. Com doses semanais e até mesmo diárias de eletrochoque e tentativas de suicídio, Esther começa a entrar em um mundo alternativo paralelo onde não consegue enxergar uma saída para seu problema.

A narrativa é inspirada nos acontecimentos do verão de 1952, quando Sylvia Plath tentou o suicídio e foi internada em uma clínica psiquiátrica, onde foi submetida à uma série de eletrochoques, assim como Esther. Após esse período, Sylvia conseguiu reconstruir sua vida, na medida do possível, chegando a ser uma autora publicada, além de ter casado e ter dois filhos.
Na manhã de 11 de fevereiro de 1963, Plath veda completamente o quarto das crianças com toalhas molhadas e roupas, deixando leite e pão perto de suas camas, tendo ainda o cuidado de abrir as janelas do quarto, ainda que em meio a uma forte nevasca. De seguida, toma uma grande quantidade de narcóticos, deitando logo após a cabeça sobre uma toalha no interior do forno, com o gás ligado, morrendo passado pouco tempo.
Na manhã seguinte foi encontrada pela enfermeira que havia contratado, Myra Norris, que, quando chegou ao apartamento, sentiu um cheiro muito forte de gás. Pediu ajuda. A porta foi arrombada. O quarto das crianças estava gelado, e ambas com muito frio.
Em 16 de março de 2009 seu filho Nicholas Hughes (biólogo marinho e professor universitário em Fairbanks, Alasca), em consequência de uma depressão, também cometeu suicídio enforcando-se em sua casa. Não era casado e não tinha filhos.
Atualmente, os livros de Sylvia Plath são consagrados, a maioria deles alcançando números exorbitantes de vendas. Os poemas de Sylvia inspiram e inspiraram diversas gerações de poetas ao redor do globo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.