Ads Top

Uma sensação estranha — Orhan Pamuk


Tradução: Luciano Vieira Machado 
Capa: Raul Loureiro 
ISBN: 9788535928693
Selo: Companhia das Letras
 Compre

O principal personagem da obra de Orhan Pamuk não costuma ser uma pessoa, mas uma cidade: Istambul. Em “Uma sensação estranha” não é diferente. A transformação da cidade ao longo de várias décadas é apresentada pelos olhos de um vendedor ambulante, Mevlut, que passeia pelas ruas com potes de iogurte, arroz, ervilha e boza — uma bebida turca típica, feita com trigo fermentado. Nascido num pobre vilarejo, Mevlut sai de casa aos doze anos rumo à cidade grande. Ali começa uma série de tentativas falhadas de estudar, abrir negócios, engajar-se politicamente. Quando Mevlut chega à meia-idade, todos a seu redor estão de olho nas benesses fugazes de uma Turquia que se moderniza. Em “Uma sensação estranha”, Pamuk pinta um quadro brilhante da vida entre os recém-chegados que transformaram Istambul ao longo dos últimos cinquenta anos.

Orhan Pamuk (65) é um dos autores célebres da escrita romancista contemporânea da atualidade. Autor de "Neve" e "O castelo Branco", o autor nos trás em seu mais novo lançamento uma visão apaixonante acerca da cidade de Istambul (Turquia), tendo-o feito outrora em um livro cujo nome recebeu o nome da cidade que também o seu local de nascimento — Istambul —. O livro trás uma visão que transcede paredes e limítrofes, nos mostrando a cada folhear a delicadeza e paixão em cada linha ao falar de Istambul. Narrado sempre em primeira pessoa, tendo como ótica principal os argumentos, sentimentos e lembranças de um vendedor ambulante.

Somente uma pessoa dotada de um dom tão peculiar e apaixonada com a escrita é capaz de descrever com leveza cada detalhe, mudança e estação enfrentada pelo tempo e pelo percorrer da vida sob a ótica de quem conhece bem o espaço e seus percalços, uma narrativa escrita por alguém que apaixonou-se de forma incontestável pela geografia do local de seu nascimento.

Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 2006, Orhan Pamuk é reconhecido internacionalmente, embora sua obra jamais tenha perdido o caráter turco. Seus romances mesclam mistério, fantasia e discussões filosóficas, frequentemente adotando como tema central o processo de ocidentalização da Turquia e os choques culturais dele decorrentes. Pamuk é um exímio contador de histórias, capaz de construir narrativas complexas com um distanciamento quase irônico. 

Sua obra, profundamente universal, reflete ainda aspectos pessoais de sua vida, como a experiência de crescer em uma abastada família burguesa em declínio, descrita na passagem de romances como O Livro Negro e mais profundamente em Istambul. Pamuk é também conhecido por seu ativismo político e suas críticas abertas ao Estado, especialmente no campo de direitos humanos - o que lhe rendeu a ira dos ultranacionalistas turcos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.