Ads Top

[CATRACA INDICA]Confissões de um amigo imaginário — Michelle Cuevas #108


ISBN-13: 9788501075949
ISBN-10: 8501075949
Ano: 2016 / Páginas: 176
Idioma: português 

Editora: Galera Júnior


Uma imperdível aventura de alguém que descobre existir apenas na imaginação de uma garotinha. Um livro para todos aqueles que, um dia, já se sentiram à margem, deixados de lado... invisíveis Jacques tem uma leve suspeita de que ninguém gosta dele. Professores o ignoram solenemente quando levanta a mão e até mesmo seus pais precisam ser lembrados de colocar um lugar à mesa para ele! Graças a Deus por Fleur, a irmã e companheira constante. Mas então Jacques descobre uma verdade devastadora: ele não é o irmão de Fleur; é seu amigo imaginário! E aí começa uma tocante e divertida busca por seu eu verdadeiro. Uma imperdível jornada em busca do significado da vida leva Jacques de encontro às mais peculiares crianças, imaginárias e reais, e o faz descobrir a incrível e invisível maravilha de ser quem se é.

Foto: Do prefácio ao epílogo

A autobiografia de Jacques. Considerado um dos melhores livros infantis no ano de 2015, Michelle Cuevas nos apresenta um enredo rico em detalhes acerca  de descobertas, sentimentos, abandono e sobretudo, superação. 

Jacques Papier é um garotinho que vive altas aventuras imaginárias ao lado de sua irmã gêmea Fleur. Um dia Jacques começa a sentir-se ignorado pelo resto do mundo, visto que, apenas sua irmã lhe dava atenção, e ao descobrir que ele realmente era invisível para o resto do mundo, Jacques toma um choque tremendo, pois ele era fruto da imaginação de sua possível irmã, Fleur. Indignado com o que acabara de descobrir, a missão agora é mudar a realidade e fazer com que ele possa ser notado por todos. A partir deste ponto, Michelle Cuevas convida-nos a uma viagem reflexiva acerca da vida, seus preceitos, sentimentos, descobertas e sobretudo, da superação.

Em uma jorna de auto-descoberta, Jacques enfrenta o sentimento de perda de identidade, uma vez que descobre-se não possuidor de uma vida própria, mas sim, imaginada por sua amiga e irmã, Fleur. Cansado de ter que se sentir preso à imaginação da criadora, Jacques descobre uma forma de partir para novas aventuras e ir em busca de suas próprias experiências, porém, ele nunca deixaria de ser imaginário, se não estivesse vivo na mente de Fleur, estaria na mente de outro alguém.  Ao decidir ir em busca de novos sentimentos, vontades e desejos, Jacques muda não somente sua vida, como também a vida daquela quem o criou.

Michelle Cuevas consegue construir um enredo cativante já nas primeiras páginas ao início do texto quando percebemos que o livro é narrado e apresentado pelo locutor central. 

“A verdade é que é isso que qualquer pessoa quer: ser conhecida dessa maneira, ser vista. E não falo do nosso cabelo, ou de nossas roupas, eu quero dizer vista mesmo por quem somos de verdade. Todos nós queremos encontrar aquela pessoa que conhece nosso eu real, nossas esquisitices, e, ainda assim, nos compreende. Alguém já viu você? Realmente, de verdade, a parte mais profunda que parece invisível ao resto do mundo?
Espero que alguém tenha visto você.
Alguém me viu.
Fleur sempre me viu.”

O desfecho é emocionante, impossível não se comover com este livro ! Incrivelmente incrível.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.