Header Ads

[RESENHA#113] Equilíbrio Instável, a separação dos pais narrada pelos filhos — Ennio Pasinetti e Mariella Bombardieri

Titulo: Equilíbrio Instável, a separação dos pais narrada pelos filhos
Autores: Ennio Psinetti & Mariela Bombarbieri
Editora: Paulinas / Ano: 2017
Páginas: 150 / Código: 529460
Compre: Loja da Paulinas



Os autores falam da separação mediante a imagem de algo em "equilíbrio instável", uma corda bamba na qual os ex-cônjuges e os filhos caminham, vacilando diante das dificuldades, escolhas e dilemas vividos entre pessoas que não fazem mais parte de uma só família, mas permanecem dividindo direitos e obrigações.

Para mostrar como a separação influencia a vida dos filhos, os autores dão voz a seis entrevistados - crianças que viveram tal situação e hoje, adultos, conseguem verbalizar como se sentiram, o que funcionou ou não no caso deles, como superaram os momentos difíceis e as questões cotidianas na infância e adolescência. Além deles, o leitor também segue a história de Marco e Sara, também eles filhos de pais separados, que estão prestes a se casar e dar início à própria família - um elemento interessante, que demonstra que a instituição do casamento é importante e ainda sobrevive.

Sem expressar juízos de valor, os autores procuram deixar claro que um filho tem necessidade de seu pai e de sua mãe; que independentemente das causas da separação, enquanto pais, os dois são merecedores do amor filial; que é importante superar os conflitos e permitir a convivência tranquila, preferencialmente sem dias e horários previamente estipulados, mas sempre que houver a necessidade de estar com um ou com outro; que as crianças necessitam ser ouvidas e esclarecidas sobre o futuro; que os demais familiares têm um papel importante a cumprir - o de oferecer apoio aos pais e às crianças, sem julgar nem tecer comentários acerca do caráter ou do comportamento dos envolvidos.


RESUMO: Equilíbrio Instável é apenas um livro dentre outros cinco livros publicados pela editora Paulinas para auxiliar famílias em tempos de crise. Neste livro iremos conhecer um universo novo e romanceado acerca do final de um casamento. Pasinetti e Bombardieri irão conduzir-nos com destreza entre os percalços que acometem o final de um relacionamento, os impactos que chegam até os filhos, o impacto em cada indivíduo, e claro, saídas alternativas para quem deseja recuperar o real significado dentro do elo familiar. Um estudo profundo em diversos pontos capaz de ajudar todo e qualquer casal ou filho que está passando a tragédia da separação dos pais, ou enfrentando este momento tão doloroso de nossas vidas que é o final de uma relação que deveria ser eterna.


(...) A ligação sagrada por excelência é a que existe entre pai, mãe e filho, e não pode ser anulada. — página 17

O casamento é a ligação mais importante dentro do âmbito familiar, afinal, ele torna-se espelho para os filhos e por este motivo o rompimento jamais deve ocorrer, ou, deve-se ter extrema cautela ao tomar uma decisão tão dolorosa e difícil na vida de qualquer pessoa. Ao decidir-se se separar, pais, precisam entender que o filho é habituado com a relação de ambos e que a separação dos pais pode ser vista como algo culposo por sua parte, ou seja, a maioria das crianças (se não todas) acredita que a separação deu-se por sua culpa, e teme que a separação dos pais um do outro, cause a separação dos pais para com ele.

Quando um casamento passa por uma fase conturbada onde existem uma infinidade de brigas que não acabam e os desentendimentos dão espaço para erros de interpretação, é importante procurar um ponto de equilíbrio ou onde sustentar-se num momento tão delicado quanto a dor causada pela desilusão de não ter forças ou motivo para resgatar um relacionamento ou simplesmente por não saber pensar em como encontrar uma solução alternativa para o divórcio.

Maria, de 9 anos diz: "As crianças amam muito o pai e a mãe, é difícil torcer por um ou por outro" — O testemunho de uma criança de nove anos que enfrentou a separação do elo familiar desde cedo, mostra-nos como a separação ocorre de forma gradativa, onde a criança encontra-se em uma fase de confusão sentimental sem saber para quem torcer, como se fosse de obrigatoriedade e de praxe ter um lado ao qual apoiar.

O mais estranho em todo o estudo é que tanto as crianças, quanto os adultos que deram suas opiniões sobre o divórcio evocavam e enfatizavam um mesmo ponto de convergência dentro do casamento dos pais antes do divórcio: Brigas. Lucas, de 13 anos dizia: "A minha cabeça vai de um lugar para a outro, e está cheia de preocupações".

O livro possui quatro capítulos bem objetivos em suas funções, sendo eles: Introduzir como se dá o divórcio, os efeitos sob as crianças do casal, o efeito no elo familiar, a importância de lutar pela recuperação do sentido na família e no casamento, o efeito da separação nas crianças após seu crescimento e claro, a organização do cotidiano após uma separação.

Ricardo de 38 anos: Talvez eles não tenham dito abertamente, mas mamãe esperou que eu me tornasse maior de idade para se separar de meu pai.

Um livro de autoajuda altamente recomendado para:

Pais que estão passando pelo processo de divórcio
Filhos que querem compreender melhor a magnitude do fim de um relacionamento.
Especialistas que desejam se aprofundar no assunto por meio de estudos
Pais ou filhos que desejam entender ou procurar uma forma alternativa de recuperar o sentido da instabilidade matrimonial dentro do relacionamento.
Filhos que desejam compreender de forma mais objetiva a magnitude por trás da tragédia do fim de um relacionamento.
Pais que compreendem que o fim do relacionamento pode afetar uma criança, e desejam saber como podem tomar uma decisão tão drástica sem afetar o filho de maneira negativa.

COMENTÁRIOS PESSOAIS

Eu tive o desgosto de passar pelo divórcio dos meus pais, porém, não sei nem como formar uma opinião, afinal, foi algo que ocorreu tão cedo em minha vida que habituei-me em não tê-los próximos nem um do outro, e muito menos de mim. Observar de forma estática como leitor a opinião de crianças, adolescentes e adultos que passaram pelo mesmo é algo estarrecedor e meche com nosso emocional, afinal, notamos que a cada palavra, os envolvidos sentem-se ou responsáveis em algum sentido pelo ocorrido, ou simplesmente sentem-se obrigados a tentar encontrar uma solução dentro do término do relacionamento dos pais, e isso é trágico.

Palavras sábias de quem realmente entende do assunto. Um livro amplo em todos os sentidos possíveis que evocam a necessidade de procurarmos compreender de forma clara e objetiva o final de um relacionamento e os efeitos, causas, motivos e sensações provocadas em cada membro da família como um todo. Realmente uma coleção de livros louvável para quem deseja aprofundar-se em águas desconhecidas e conhecer um pouco mais deste universo que está tão próximo de nós, porém, que as vezes não enxergamos.

AUTORES

Ennio Pasinetti, atua como redator de textos narrativos e manuais para infância e o Ensino Fundamental em uma editora de livros escolares. É especialista em teatro para jovens.

Mariela Bombardieri, psicopedagoga, formadora, mediadora familiar. Desde 1995 colabora com a universidade católica Sagrado Coração na Brescia. Há anos atua no aconselhamento de casais, adolescentes e professores. É autora de livros e colabora com artigos publicados no semanário da diocese de Brescia.








Tecnologia do Blogger.